Quartararo mostra evolução e consistência para brigar por título desperdiçado em 2020

Em 2020, Fabio Quartararo começou o ano com duas vitórias seguidas e deixou qualquer chance de título escorregar pelos dedos ao longo do ano. Nesta temporada, porém, o francês mostra uma notável evolução para encarar as temidas Ducati e liderar o campeonato após cinco etapas. É hora de alçar voos maiores?

A explicação pela punição de Quartararo na troca de motos (Vídeo: MotoGP)

Quem olha para o retrospecto de Fabio Quartararo no Mundial de Motovelocidade pode se espantar. O francês passou pela Moto3 sem vitórias e conquistou apenas uma corrida na Moto2, o GP da Catalunha de 2018. Por isso, quando subiu à MotoGP no ano seguinte, poucos esperavam um piloto de ponta pronto para brigar pelo título. Anos depois, em 2021, guiando uma moto de fábrica da Yamaha, ele está disposto a calar os críticos.

O início da temporada 2021 de Quartararo é muito bom. Tirando o GP da Espanha, quando sentiu uma lesão no braço enquanto liderava e terminou em 13º, o francês foi top-5 nas outras quatro etapas — sendo três pódios e, desses, duas vitórias. A boa fase é refletida na tabela de pontos, onde lidera por 1 ponto de vantagem para Francesco Bagnaia, da Ducati.

Mas de bons inícios, o francês está acostumado. Em 2020, começou a temporada com duas vitórias na rodada dupla em Jerez. Então, com uma oscilante moto da SRT, viu a liderança derreter ao longo do campeonato. Ainda venceu novamente, na Catalunha, mas terminou na decepcionante oitava posição, mesmo sem a presença do sempre favorito Marc Márquez. O companheiro Franco Morbidelli, por exemplo, foi o vice. Por isso, quanto Fabio foi levado para a equipe de fábrica da Yamaha, houve um sentimento de escolha equivocada da montadora japonesa.

Fabio Quartararo é o líder da MotoGP após cinco etapas (Foto: Yamaha)

LEIA TAMBÉM
⇝ Miller engrena com vitórias seguidas e assume protagonismo na temporada da MotoGP
Frio, chuva e reclamações: MotoGP precisa dar segurança e rever data do GP da França
⇝ WEB STORY: Com Miller, Zarco e Quartararo, MotoGP tem pódio incomum na França

Até agora, porém, a Yamaha parece satisfeita com a escolha feita. Diante de muitas incertezas após temporadas ruins em 2020, Quartararo e a equipe se reencontraram em 2021. Com uma moto sem a mesma potência da Ducati, mas equilibrada nas curvas, a montadora consegue oferecer um equipamento para que o título seja um sonho completamente possível. Isso é notável nas vitórias conquistadas e nas boas apresentações feitas.

Quartararo venceu em pistas de estilos diferentes. Em Doha e Portimão, longas retas e curvas travadas são marcantes, enquanto Jerez apresenta curvas de alta velocidade e retas curtas. Mesmo com diferenças, o desempenho do francês foi louvável nessas pistas e isso se dá pelo segundo fator de evolução: a maturidade. E nem mesmo o erro em Le Mans, causado pela inexperiência em corridas flag-to-flag, apaga essa mudança.

Em sua terceira temporada na MotoGP, o piloto da Yamaha ainda é um jovem de 22 anos. Mesmo com a pouca idade, parece ter aprendido muito. Até aqui, em 2021, foi possível notar a paciência para ultrapassagens, a cautela em disputas e a eficiência nas classificações. Diante de uma disputa tão apertada com a Ducati, e até mesmo de uma inconveniente lesão, o francês não se abalou e mostrou uma concentração impressionante nos momentos bons e ruins.

Disputa de Quartararo com a dupla da Ducati promete marcar a temporada 2021 (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Depois de deixar o título escapar em 2020 de maneira vexatória, Quartararo parece ter agarrado a chance de ouro na equipe de fábrica. Para isso, conta com uma Yamaha disposta a retomar o caminho do título. Com o protagonismo dentro do time, enquanto o companheiro Maverick Viñales mostra novamente uma grande apatia, o francês desponta como um dos favoritos ao título.

A disputa para 2021 promete ser tão ou mais equilibrada que no ano passado, apesar de menos nomes envolvidos. Contra a força da Ducati querendo o sonhado título que não chega desde 2007, Quartararo parece ser a solução para apimentar a MotoGP. E se mantiver a evolução exibida até o momento, todos nós agradecemos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar