Gardner e Raúl Fernández fazem primeira prova da MotoGP em teste coletivo em Misano

Nesta quarta-feira (22), os pilotos da Red Bull KTM Ajo sentiram o gosto da MotoGP pela primeira vez na carreira, já que guiaram a RC16 no segundo dia de testes coletivos no traçado de Misano

Remy Gardner e Raúl Fernández não vão ter de esperar até 2022 para provar a MotoGP. A dupla da Red Bull KTM Ajo na Moto2 estreou nesta quarta-feira (22) no comando da RC16 da Tech3, durante o segundo dia de testes da classe rainha do Mundial de Motovelocidade em Misano.

Protagonistas da classe intermediária nesta temporada, os dois vão saltar para a MotoGP no ano que vem, mas seguirão como companheiros de equipe, já que assumem as vagas que hoje estão com Danilo Petrucci e Iker Lecuona na equipe francesa.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Remy Gardner nos boxes da Tech3 em Misano (Foto: Tech3)

VEJA TAMBÉM
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?
Marc Márquez atende chamado de mãe e surpreende fã mirim em Misano
Bagnaia corta 5 pontos da vantagem de Quartararo na MotoGP. Veja classificação
Bagnaia vai da explosão à sobrevivência e gabarita de novo na pós-graduação da MotoGP
# Quartararo mantém alto nível e se permite queimar gordura na reta final da MotoGP 2021

Falando ao site da MotoGP, Hervé Poncharal destacou que o objetivo é antecipar a adaptação dos dois à moto para permitir que eles sintam a RC16 como deles no teste de Jerez no fim do ano.

“Não devemos nos empolgar muito e nem esperar muito deste teste, pois, para nós, é mais um shakedown do que qualquer outra coisa”, disse o chefe da equipe francesa. “O bom é que, sempre que você tem um piloto da Moto2 subindo para a MotoGP, quando você chega no primeiro teste, que para nós será em Jerez, em novembro, você praticamente desperdiça o primeiro dia para encontrar a posição certa, para adaptar a pedaleira, o guidão, o assento e tudo mais. E o principal objetivo deste teste é tê-los na moto, completar algumas voltas e tentar passar o máximo de informações possível para a equipe para preparar a moto para quando eles subirem na moto em Jerez, quando tiverem acabado a temporada da Moto2, eles se sintam na moto deles, muito mais confortáveis. Esta é a meta principal”, seguiu.

“Os dois assinaram conosco e este teste é uma ótima oportunidade para dar a eles uma recompensa e para deixá-los guiar a moto com que sonharam por toda a vida”, declarou. “Quando você é um piloto profissional entrando no Mundial, tudo que você mira, tudo que você sonha, é guiar uma moto da MotoGP. Então, obviamente, isso será empolgante, pois sempre que você tem um piloto guiando pela primeira vez a moto da MotoGP, é incrível estar lá quando ele tira o capacete e faz os primeiros comentários. É sempre: ‘Uau, a potência. Uau, a freada’. É um momento muito legal, pois não existe pressão, tempo de volta, só como você se sente em um moto da MotoGP. Estou muito feliz em poder estar aqui e testemunhar quando eles guiarem pela primeira vez”, completou.

Restando menos de 1h para a pausa para o almoço, Raúl já tinha completado 26 voltas, a melhor delas em 1min34s969. Gardner, por sua vez, tinha 24 giros, 0s276 mais lento que o espanhol.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 3 de outubro para o GP das Américas, em Austin, no Texas. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar