Sempre precoce, Márquez entra no rol dos pentas e garante espaço entre maiores da MotoGP

Agora cinco vezes campeão da MotoGP, Marc Márquez entra em um seleto grupo que conta apenas com Mick Doohan, Valentino Rossi e Giacomo Agostini. Aos 25 anos, o #93 tem tempo de sobra para superar os recordes dos maiores do esporte

LEIA TAMBÉM

➟ Márquez une razão e emoção em temporada irretocável e cria receita letal para título
➟ Talentoso, inteligente e bom aluno: Márquez se reinventa e fica ainda mais demolidor

Marc Márquez segue fazendo história. Ao conquistar no Japão o quinto título da carreira, o #93 se colocou ao lado de pilotos como Mick Doohan, Valentino Rossi e Giacomo Agostini, os únicos que alcançaram o olimpo da classe rainha do Mundial de Motovelocidade cinco ou mais vezes.

 
Como aconteceu ao longo de toda a carreira do espanhol de Cervera, a conquista traz consigo a marca da precocidade. Entre todos os que alcançaram cinco títulos na MotoGP/500cc, Marc é o mais novo, tendo realizado o feito aos 25 anos, 8 meses e quatro dias.
 
O segundo neste ranking de juventude é Rossi, que tinha 26 anos na época do penta. Agostini, por sua vez, tinha 28 anos quando assegurou a taça de 1970, enquanto Doohan tinha pouco mais de 33 no dia de sua quinta e última conquista.
Márquez comemora o penta (Foto: Reprodução)
Ao contrário dos demais, porém, Márquez não conseguiu cinco títulos consecutivos na MotoGP, já que foi derrotado por Jorge Lorenzo e Rossi, respectivamente, em 2015. Primeiro dos pentas, Ago foi campeão de forma seguida entre 66 e 70, enquanto Mick conseguiu seus títulos entre 94 e 98. As primeiras conquistas de Rossi vieram entre 2001 e 2005.
 
Outra diferença no seleto grupo diz respeito ao número de GPs disputados para alcançar o pentacampeonato. Até o GP da Bélgica de 70, Agostini tinha disputado 53 GPs, número bastante menor em comparação com os demais, dada a diferença no número de provas da época do lendário italiano.
 
Rossi, por sua vez, tinha disputado 93 GPs na classe rainha até 25 de setembro de 2005, quando conquistou o penta em Sepang. Márquez, então, vem na sequência, com 105 GPs no currículo até este domingo. Mick, por fim, foi quem mais provas disputou no caminho ao quinto título, tendo participado de 134 corridas das 500cc até a derradeira conquista de 2 de outubro em Phillip Island.
 
As discrepâncias também aparecem em termos de vitórias. Doohan foi quem mais vezes esteve no topo do pódio da classe de elite até chegar ao quinto título ― 53 ―, seguido por Rossi ― 51 ―, Márquez ― 43 ― e Agostini ― 35. Em termos de aproveitamento, a ordem muda para Giacomo ― 66,03% ―, Valentino ― 54,8% ―, Marc ― 40,9% ― e Mick ― 39,55%.
 
Com o feito do Japão, Márquez iguala o número de conquistas de Doohan e, aos 25 anos, tem tempo de sobra para ir buscar as marcas de Rossi e Agostini. 

#GALERIA(9571)

(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://embed.playbuzz.com/sdk.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,’script’,’playbuzz-sdk’));

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube