Rossi vê popularização da MotoGP como “coisa mais positiva da carreira”

Italiano classificou como “um grande prazer” ver a MotoGP crescendo e se tornando mais popular, mesmo que a prioridade fosse o que acontecia na pista

BINDER FAZ LAMBANÇA NO ALGARVE E AMPLIA DEBATE POR IDA PRECOCE À MOTOGP | GP às 10

Valentino Rossi afirmou que “a melhor coisa da carreira” foi ver a MotoGP se popularizar e crescer mais e mais. Aos 42 anos, o piloto de Tavullia vai se despedir do Mundial de Motovelocidade neste fim de semana, mas ciente de que cumpriu um papel importante na popularização do esporte.

Dono de nove títulos mundiais, sete deles na classe rainha, Rossi é o rosto mais conhecido da MotoGP no mundo. O jeito sorridente e extrovertido cativou o público e ajudou o Mundial de Motovelocidade a furar a bolha do esporte a motor.

Valentino Rossi vai se despedir da MotoGP neste fim de semana (Foto: SRT)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Nesta quinta-feira (11), Valentino classificou a popularização do esporte como a “coisa mais positiva” de uma carreira de 26 temporadas no Mundial.

“Acho que a coisa mais positiva na minha carreira é que muitas pessoas começaram a seguir a MotoGP para poder acompanhar a minha carreira desde o início e o esporte se tornou maior, maior famoso na Itália, mas também ao redor do mundo”, disse Rossi. “É bom assimilar que, durante a minha carreira, me tornei algo diferente, uma espécie de ícone. E isso é um enorme prazer, mesmo que, para um piloto, seja mais importante o que acontece na pista, o resultado e tudo mais”, seguiu.

“Mas acho que isso é uma das melhores coisas da minha carreira”, avaliou.

Apesar das emoções envolvidas em uma despedida, Rossi contou que tem tentado “agir normalmente”.

“Eu sempre imaginei essa coletiva de imprensa, pois pode acontecer, mas é aqui em Valência, que não é um lugar especial para mim”, comentou. “Mas é assim e devo dizer que a sensação é estranha. Tento agir normalmente, pois normalmente Valência é um bom momento para todo mundo, pois significa que as férias começam depois de uma longa temporada, já que ficamos para lá e para cá desde março e todo mundo fica feliz de ficar um pouco em casa. Mas sempre penso que a partir de segunda-feira será diferente, outra vida”, reconheceu.

“Tento não pensar muito nisso, pois vou continuar correndo de carro. Tento curtir este momento, pois a vida será diferente quando não for mais um piloto de MotoGP”, concluiu.

MotoGP volta a acelerar no próximo domingo (14), para a última etapa da temporada, o GP da Comunidade Valenciana, em Valência. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Acosta conquista merecido título da Moto3 e cria expectativas para futuro no Mundial
Bagnaia domina rivais, alcança melhor fase e se coloca como um dos favoritos para 2022

CINCO DISPUTAS PARA SE OBSERVAR NO FIM DO MUNDIAL DE MOTOVELOCIDADE | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar