Vierge cresce no fim e fatura pole da Moto2 no GP da Europa. Lowes sai em terceiro

Com o tempo de 1min38s936, Xavi Vierge ficou com a primeira pole-position da temporada 2020. Joe Roberts e Sam Lowes completaram a primeira fila de largada em Valência

Xavi Vierge tratou de aparecer na bandeira quadriculada para assegurar a pole-position do GP da Europa da Moto2. Na classificação deste sábado (7) em Valência, o piloto espanhol anotou 1min38s936 para ficar com a posição de honra do grid.

O competidor da SRT aproveitou o cronômetro zerado e no nono e último giro, tratou de melhorar o tempo para sair pela primeira vez da ponta do pelotão. Joe Roberts ficou com o segundo posto apenas 0s181 mais lento que o primeiro colocado.

Xavi Vierge consegue a primeira pole em 2020 (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Sam Lowes sustentou a pole provisória nos instantes finais, mas sendo 0s183 mais lento que Vierge, fecha a primeira fila do grid de largada. Remy Gardner é quem abre a segunda linha, com Marco Bezzecchi ficando com o quinto posto de largada.

Vice-líder do campeonato, Enea Bastianini teve revés na classificação do GP da Europa. O italiano da Italtrans foi 3s741 mais lento que o pole-position larga apenas em 15º, enquanto Luca Marini sai mais à frente, em sétimo.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Europa, antepenúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

LEIA TAMBÉM
Yamaha registra novo caso de Covid-19 e isola cinco funcionários em Valência
Com Portugal, Indonésia e Rússia na reserva, MotoGP tem calendário provisório para 2021
Mir lidera MotoGP com menor pontuação após 11 corridas em 27 anos

Syahrin avança ao Q2 com Izdihar, Marini e Bendsneyder

A Moto2 encontrou as melhores condições de pista na tarde desta sábado. Com o sol já mais aparente, a temperatura subiu para 19°C, inclusive no asfalto, acelerando a secagem do piso.

Marini abriu a sessão na ponta, mas logo foi superado por Navarro, que cravou 1min48s491. Bo Bendsneyder saltou para o segundo lugar, à frente de Tetsuta Nagashima e Arón Canet, os quatro com passe provisório para o Q2.

Marini reagiu e subiu para terceiro, mas logo caiu uma posição, já que Canet foi a 1min47s276 para assumir a liderança, 0s215 melhor que Navarro. Logo depois, Nagashima assumiu o segundo posto, derrubando Marini para a quinta colocação, 0s159 atrás da zona de corte para a fase seguinte.

Com menos de dois minutos para o fim, Marini foi a 1min46s542 e assumiu a ponta, mas foi quase que imediatamente superado por Syahrin, que passou 0s086 mais rápido. Canet caiu para terceiro, à frente de Andi Farid Izdihar.

Instantes antes da bandeirada, Navarro saltou para a terceira colocação, com Canet confirmando o quarto lugar, seguido por Manzi e Bendsneyder.

Na última volta, Bendsneyder avançou para terceiro, mas logo caiu uma posição, com Izdihar saltando para terceiro. Navarro, que vinha em um ritmo forte, perdeu na parcial final e ficou só em quinto, 0s019 atrás de Bendsneyder.

Assim, Navarro larga em 19º, seguido por Canet, Stefano Manzi, Tetsuta Nagashima, Edgard Pons e Lorenzo Dalla Porta.

Vierge vence disputa dura pela pole

Bezzecchi abriu a fase final da classificação no topo da tabela, mas, apesar de ter melhorado mais, perdeu a ponta para um Joe Roberts 0s484 mais rápido. Vierge era o terceiro, seguido por Garzó e Baldassarri.

Um pouco depois, Bezzecchi retomou a liderança, mas foi imediatamente superado por Vierge, que passou 0s552 melhor. Sam Lowes também foi mais rápido e passou a ocupar a segunda colocação.

Bezzecchi respondeu mais uma vez, agora com 1min42s721, mas, de novo, perdeu a ponta. Desta vez, foi Lowes quem virou 0s378 mais rápido. Roberts era o terceiro, à frente de Vierge e Garzó.

Pouco depois, Marini saltou para quarto, mais caiu na sequência, já que Roberts tomou a ponta de Lowes, que melhorou para ficar 0s045 atrás do líder. Garzó também foi mais rápido e agora tinha a quarta posição.

Com 1min40s9776, Bezzecchi assumiu o comando da sessão, 0s212 melhor que Gardner. O italiano, contudo, foi batido por Lowes por impressionantes 1s186. Roberts era o quarto, seguido por Martín, Baldassari, Vierge, Bastianini e Marini.

Sam não se deu por satisfeito e seguiu com um ritmo forte, alcançando 1min39s353. Vierge saltou para segundo, 0s762 mais lento, à frente de Roberts, Gardner e Martín.

Com o cronômetro zerado, Roberts passou Lowes pela pole, mas acabou superado por Vierge, que foi 0s181 melhor. Lowes acabou em terceiro.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube