Viñales encabeça trinca da Yamaha no TL2 em Aragão. Márquez cai e é 4º

Maverick Viñales comandou um 1-2-3 da Yamaha com 0s057 de vantagem para Valentino Rossi. Fabio Quartararo ficou com o terceiro posto. Marc Márquez sofreu uma queda em meados da sessão e acabou em quarto

Depois de um passeio de Marc Márquez na primeira sessão de sexta-feira (10), a Yamaha dominou o topo da tabela de tempos no segundo treino em Aragão. Com 1min48s014, Maverick Viñales levou a melhor e comandou um 1-2-3 da casa de Iwata.
 
Tal qual aconteceu de manhã, Márquez começou a sessão vespertina mostrando força e logo se instalou na ponta da folha de tempos, onde ficou na maior parte da atividade. O #93, porém, sofreu uma queda na curva 8 em meados da sessão e teve de voltar para a pista com a moto reserva.
Maverick Viñales (Foto: Yamaha)
Com Márquez não muito empenhado em buscar tempo, Viñales tratou de tomar a ponta da tabela e, já nos instantes finais, viu Valentino Rossi virar 0s057 mais lento para ficar com o segundo posto. 
 
Fabio Quartararo se instalou em terceiro e ainda tentou ameaçar a posição dos titulares do time dos diapasões, mas manteve a posição, 0s046 mais lento que o #46.
 
0s190 atrás de Viñales, Márquez ficou com o quarto posto, seguido por Pol Espargaró. Jack Miller ficou em sexto, à frente de Cal Crutchlow. 0s463 atrás do líder, Andrea Dovizioso ficou em oitavo, com Joan Mir e Aleix Espargaró fechando um top-10 separado por 0s690.
 
Jorge Lorenzo fez a melhor de suas 17 voltas em 1min49s710 e ficou com o 20º tempo, 1s696 atrás do ponteiro.
 

O GP de Aragão de MotoGP está marcado para o domingo, às 8h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Saiba como foi o treino livre 2 da MotoGP em Aragão:
 
Apesar de mais nuvens apagando o azul do céu, o sol seguiu elevando as temperaturas em Aragão. Quando a MotoGP voltou para a pista, os termômetros mediam 27°C, com o asfalto chegando a 36°C. A velocidade do vento era de 16 km/h.
 
Com 1min50s014, Fabio Quartararo foi o primeiro a aparecer no topo da tabela, 0s038 melhor que Valentino Rossi. Marc Márquez tinha o terceiro posto, seguido por Álex Rins e Maverick Viñales. 
 
Márquez, que deixou os boxes com um par de pneus novos ― duro na frente e macio atrás ―, baixou para 1min48s708 e assumiu a ponta, 0s029 melhor que Rins, que passou para a segunda colocação. Jack Miller vinha em terceiro, escoltado por Quartararo e Aleix Espargaró. 
 
Em sua quinta volta, Márquez foi a 1min48s321 para ampliar para 0s416 sua margem na liderança da sessão. No giro seguinte, a diferença para Rins subiu para 0s533.
 
Passados cerca de os 15 primeiros minutos da sessão, Márquez comandava, com Rins, Miller, Quartararo, Aleix Espargaró, Franco Morbidelli, Cal Crutchlow, Rossi, Danilo Petrucci e Viñales formando um top-10 coberto por 1s454.
 
Com pouco mais de 16 minutos para o fim da sessão, Márquez sofreu uma queda na curva 8. O #93 escapou ileso, mas a RC213V teimou em não funcionar. Assim, o líder da sessão, que tinha 0s533 de frente para Rins, teve de voltar a pé para os boxes.
 
Calçando a M1 com um pneu traseiro macio, Rossi anotou 1min49s128 e saltou para o oitavo posto, 0s924 mais lento que o líder. Mais à frente, Pol Espargaró se instalou em sexto antes de ir para os boxes da KTM.
 
Com um par de médios, Cal Crutchlow cravou 1min48s982 e assumiu a quarta colocação, 0s778 atrás do líder. Pouco depois, Aleix Espagaró colocou a Aprilia no terceiro posto, só 0s002 atrás de Rins.
 
Também com um macio na traseira, Mir foi a 1min48s865 e subiu para a quarta colocação, mas caiu um posto quase que imediatamente, já que Viñales assumiu o segundo tempo, 0s155 pior que Márquez.
 
Mir fez uma nova tentativa e se colocou em terceiro, 0s437 mais lento que Márquez. Quase que imediatamente, Viñales passou em 1min48s034 para tomar a ponta do #93 por 0s170.
 
O #12 fez uma nova tentativa e, apesar de ter perdido tempo no primeiro setor do MotorLand, melhorou para 1min48s014, ampliando para 0s190 sua vantagem na liderança. Pol Espargaró saltou para terceiro, à frente de Jack Miller e Cal Crutchlow.
 
Rossi, então, foi a 1min48s071 e assumiu a segunda colocação, 0s057 atrás de Maverick. Mais 0s057 atrás, Quartararo pegou o terceiro posto. 
 
Com o cronômetro zerado, Quartararo passou em 1min48s117 e reduziu para 0s046 o atraso em relação a Rossi, mas sem conseguir sair do terceiro posto.

MotoGP 2019, GP da Aragão, MotorLand, Treino livre 2:

1 M VIÑALES Yamaha 1:48.014  
2 V ROSSI Yamaha 1:48.071 +0.057
3 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:48.117 +0.103
4 M MÁRQUEZ Honda 1:48.204 +0.190
5 P ESPARGARÓ KTM 1:48.392 +0.378
6 J MILLER Pramac Ducati 1:48.442 +0.428
7 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:48.450 +0.436
8 A DOVIZIOSO Ducati 1:48.477 +0.463
9 J MIR Suzuki 1:48.641 +0.627
10 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:48.704 +0.690
11 A RINS Suzuki 1:48.737 +0.723
12 D PETRUCCI Ducati 1:48.873 +0.859
13 T NAKAGAMI LCR Honda 1:48.923 +0.909
14 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:49.104 +1.090
15 A IANNONE Aprilia Gresini 1:49.236 +1.222
16 T RABAT Avintia Ducati 1:49.304 +1.290
17 M KALLIO KTM 1:49.342 +1.328
18 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:49.425 +1.411
19 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:49.626 +1.612
20 J LORENZO Honda 1:49.710 +1.696
21 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:49.821 +1.807
22 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:49.903 +1.889
23 B SMITH Aprilia Gresini 1:50.164 +2.150
         
MV J LORENZO Yamaha 1:48.120 169.0  km/h
REC M MÁRQUEZ Honda 1:46.635 171.4 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 27ºC | pista: 38ºC

Previsão do tempo para Aragão
GP de Aragão Aragão
!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar