Viñales sobra e comanda 1-2 da Yamaha com Quartararo no TL1 em San Marino

O espanhol cravou 1min32s198 e assegurou a liderança do primeiro treino em Misano com 0s550 de vantagem para o líder do Mundial. Aleix Espargaró colocou a Aprilia no terceiro posto

LEIA TAMBÉM
+ FOX Sports aguarda acordo de última hora para voltar a transmitir MotoGP no Brasil
+ Rossi nega aposentadoria e fala em anunciar mudança para Yamaha SRT em Barcelona

A Yamaha pode até ter começado o fim de semana atrás das rivais por não ter testado em Misano recentemente, mas fez valer a força da YZR-M1 na manhã desta sexta-feira (11). Maverick Viñales sobrou em uma dobradinha com Fabio Quartararo no primeiro treino livre para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini.

O espanhol da Yamaha anotou 1min32s198 na melhor de suas 21 voltas e assegurou a liderança com 0s550 de vantagem para francês da SRT. Aproveitando o vácuo da M1 #12, Aleix Espargaró colocou a Aprilia na terceira colocação, 0s751 atrás do líder.

Maverick Viñales sobrou nesta manhã em Misano (Foto: Yamaha)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Johann Zarco registrou 1min33s181 e ficou com o quarto tempo, à frente de Bradley Smith. Joan Mir aparece como melhor Suzuki, em sexto, acompanhado por Jack Miller.

Vindo de uma cirurgia no braço, Cal Crutchlow fez o oitavo tempo, à frente de Pol Espargaró. Takaaki Nakagami completa um top-10 coberto por 1s456.

Correndo em casa, Valentino Rossi chegou a fazer uma volta para ficar dentro do top-10, mas teve o tempo cancelado por extrapolar os limites da pista e acabou em 11º, 1s495 atrás do companheiro de Yamaha.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP de San Marino e da Riviera de Rimini, sétima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Saiba como foi o treino livre 1 em Misano:

Em uma manhã de sol no Circuito Marco Simoncelli, a MotoGP entrou na pista com os termômetros marcando 27°C, com o asfalto chegando a 23°C. A velocidade do vento era de 3 km/h.

Aleix Espargaró abriu a sexta-feira na ponta, mas logo foi superado pelo irmão Pol, que virou 0s532 mais rápido. Viñales ocupara o terceiro posto, à frente de Bradl e Morbidelli.

Um pouco depois, o piloto da Aprilia melhorou para reduzir a vantagem de Pol para só 0s023. Johann Zarco agora era o terceiro, com Stefan Bradl ainda rodando entre os ponteiros.

Líder do Mundial, Fabio Quartararo cravou 1min34s039 e assumiu brevemente a ponta, mas logo foi superado por um Pol Espargaró 0s432 mais rápido. Viñales também foi melhor e se colocou em segundo.

Maverick, porém, insistiu mais um pouco e anotou 1min33s479 na sétima volta, assumindo o comando com 0s128 de margem para Pol. Zarco, Quartararo e Morbidelli formavam o top-5.

Mais atrás, Valentino foi 1min34s013 e assumiu a sexta colocação, 0s534 mais lento que o companheiro de Yamaha. Joan Mir vinha em seguida, com Aleix, Bagnaia e Miller fechando o top-10.

Depois de uma passagem pelos boxes, Quartararo voltou com um pneu novo macio na dianteira e um médio atrás e anotou 1min33s435 para assumir a ponta, 0s044 melhor que Viñales. Pol cai para terceiro, seguido por Morbidelli, Zarco, Rossi, Mir, Aleix, Bagnaia e Miller.

Jack Miller apareceu em seguida para anotar 1min33s502 e subir para o terceiro posto, 0s067 mais lento que Quartararo. Joan Mir também foi melhor e agora ocupava o sétimo posto.

Brad Binder seguiu o mesmo caminho, registrou 1,on33s862 e assumiu a oitava colocação, 0s427 atrás do líder. Mais 0s151 atrás, Rossi caiu para nono, seguido por Rins. Mir melhorou e foi para a última rodada de pit-stops com o terceiro posto.

Recém-operado, Cal Crutchlow veio para um dia de sofrimento, já que está tendo problemas com os efeitos da cirurgia. Com menos de 6 minutos para o fim da sessão, o britânico da LCR tinha o 14º tempo.

Enquanto isso, Quartararo baixou para 1min33s215 e abriu 0s264 de margem para Viñales. Mir era o terceiro, à frente de Miller, Pol e Morbidelli.

Protagonista da Honda na ausência de Marc Márquez, Takaaki Nakagami anotou 1min34s003 e assumiu o décimo lugar, 0s914 mais lento que o líder.

Na sequência, tudo mudou. Viñales tomou a ponta com 1min2s760, 0s088 melhor que Quartararo, que caiu para segundo. Aleix aproveitou o vácuo da Yamaha #12 para subir para terceiro, à frente de Zarco, Smith e Mir. Crutchlow também apertou o passo e agora era oitavo.

Com o cronômetro travado em Misano, Rossi avançou para o oitavo posto, 0s771 mais lento que Viñales. A volta, porém, acabou cancelada por conta dos limites de pista.

Viñales, por outro lado, deu um giro limpo e, com 1min32s198, manteve a ponta com 0s550 de margem para Quartararo. Aleix fecha o top-3.

Confira as imagens do primeiro dia de treinos da MotoGP em Misano

Miguel Oliveira e Bradley Smith (Foto: KTM)

MotoGP 2020, GP de San Marino e Riviera de Rimini, Misano, treino livre 1

1M VIÑALESYamaha1:32.198 
2F QUARTARAROSRT Yamaha1:32.748+0.550
3A ESPARGARÓAprilia Gresini1:32.949+0.751
4J ZARCOAvintia Ducati1:33.181+0.983
5B SMITHAprilia Gresini1:33.244+1.046
6J MIRSuzuki1:33.497+1.299
7J MILLERPramac Ducati1:33.502+1.304
8C CRUTCHLOWLCR Honda1:33.538+1.340
9P ESPARGARÓKTM1:33.569+1.371
10T NAKAGAMILCR Honda1:33.654+1.456
11V ROSSIYamaha1:33.693+1.495
12F MORBIDELLISRT Yamaha1:33.694+1.496
13B BINDERKTM1:33.828+1.630
14A DOVIZIOSODucati1:33.868+1.670
15A MÁRQUEZHonda1:33.921+1.723
16A RINSSuzuki1:34.040+1.842
17D PETRUCCIDucati1:34.101+1.903
18F BAGNAIAPramac Ducati1:34.154+1.575
19S BRADLHonda1:34.323+2.125
20I LECUONATech3 KTM1:34.553+2.355
21T RABATAvintia Ducati1:34.619+2.421
22M OLIVEIRATech3 KTM1:34.645+2.447

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube