Yamaha põe Morbidelli na vaga de Viñales e confirma Dovizioso com SRT a partir de Misano

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis confirmou que o ítalo-brasileiro terá a mudança para a equipe de fábrica antecipada para este ano. Além disso, a partir de Misano e já confirmado para 2022, Andrea Dovizioso volta à MotoGP para defender a equipe satélite da marca

Pol Espargaró conquistou em Silverstone a primeira pole pela Honda (Vídeo: MotoGP)

A Yamaha confirmou a nova composição das equipes na MotoGP na esteira do rompimento com Maverick Viñales. Em entrevista à emissora britânica BT Sport na manhã deste domingo (29), Lin Jarvis, diretor da equipe, confirmou que Franco Morbidelli será o substituto do espanhol na equipe de fábrica quando voltar à ativa pós-lesão, enquanto Andrea Dovizioso volta ao Mundial a partir de Misano para formar dupla com Valentino Rossi na estrutura satélite.

A chance da ida do franco-brasileiro para a equipe de fábrica da Yamaha já havia sido levantada nesta semana por Valentino Rossi, que, por sua vez, descartou a possibilidade de voltar ao time onde fez história para as últimas corridas no Mundial de Motovelocidade.

A marca dos três diapasões tinha contrato com Viñales até 2022, mas depois de pedir para ser liberado um ano antes, o espanhol teve o vínculo encerrado às vésperas do GP da Grã-Bretanha depois de tentar romper o motor da YZR-M1 propositalmente no GP da Estíria e cumprir suspensão na Áustria.

MOTOGP; FRANCO MORBIDELLI; POLE; VALÊNCIA;
Franco Morbidelli vai defender a equipe de fábrica da Yamaha ainda em 2021 (Foto: AFP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A promoção de Morbidelli ao time principal já era esperada, especialmente após Razlan Razali confirmar que o piloto nascido em Roma estava liberado do contrato que tinha com a SRT para assinar com o escuderia de fábrica para 2022. A decisão anunciada por Jarvis apenas antecipa esse processo.

“Ainda não colocamos no papel, mas concordamos que Morbidelli, por causa da interrupção antecipada com Viñales, passará para a equipe oficial quando voltar em Misano”, anunciou Jarvis. “Assim, Andrea Dovizioso assumirá o lugar dele ao lado de Valentino Rossi na equipe Petronas e continuará com Yamaha, com uma M1 oficial, na mesma equipe ― cujo objetivo e patrocinador serão anunciados em Misano ― também em 2022”, seguiu.

A decisão marca o retorno oficial de Dovizioso ao grid da MotoGP após alguns meses ausente. O italiano de 35 anos deixou a categoria no fim do ano passado, após encerrar um vínculo de oito temporadas com a Ducati, que inclusive renderam três vice-campeonatos para Marc Márquez — em 2017, 2018 e 2019.

Com 229 provas na MotoGP, Andrea possui 15 vitórias, 7 poles e 62 pódios na carreira até o momento. No início do ano, chegou a fazer dois testes com a Aprilia e foi cotado para correr com a montadora italiana em 2022, mas acabou preterido por Maverick Viñales.

Agente de Dovizioso, Simone Battistella conversou com Simon Crafar na transmissão oficial da MotoGP, e confirmou que, embora os detalhes ainda não estejam finalizados, Dovizioso deve contar com uma moto de fábrica em 2022.

“Ainda estamos trabalhando. Precisamos finalizar algumas coisas, então ainda não está 100% certo como e quando, mas o plano é começar o mais cedo possível, talvez a partir de Misano”, explicou Battistella. “Vai terminar a temporada usando a moto de Morbidelli e, no próximo ano, permanecer na mesma equipe, mas com uma moto de fábrica”, completou.

Morbidelli, por outro lado, volta a encontrar Fabio Quartararo em uma equipe, agora no time de fábrica da Yamaha. Os dois foram companheiros de time na SRT entre 2019 e 2020. O ítalo-brasileiro, no entanto, ainda se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo e, por isso, só vai assumir a moto em Misano.

VEJA TAMBÉM
O calendário da temporada 2021 da MotoGP

APRILIA RECEBE PRESENTE AO TER VIÑALES ANTES DO ESPERADO | GP às 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar