Zarco mostra força no molhado e manda no TL3 do GP da Europa. Mir é 10º

O piloto da Avintia aproveitou a última volta na manhã deste sábado (7) para cravar 1min40s007 e assegurar a liderança com 0s736 de margem para Maverick Viñales. Takaaki Nakagami ficou com o terceiro posto

Johann Zarco colocou a Ducati no topo da tabela de tempos da MotoGP. Em uma sessão que não contou com a participação de Jack Miller, líder da sexta-feira, o francês aproveitou a manhã deste sábado (7) para mostrar força no molhado e garantir a liderança.

Já com o cronômetro travado, Johann baixou para 1min40s007 para assegurar a ponta da tabela com 0s736 de margem para Maverick Viñales, o segundo colocado. Takaaki Nakagami bateu Francesco Bagnaia no instante final para ficar com o terceiro posto.

Johann Zarco liderou o TL3 em Valência (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Cal Crutchlow foi 1s278 mais lento que Zarco e ficou com a quinta colocação, à frente de Miguel Oliveira e Álex Márquez. De volta à MotoGP, Valentino Rossi fez o melhor giro em 1min41s642 e ficou com a oitava colocação, 0s137 à frente de Álex Rins.

Líder do Mundial, Joan Mir fez a melhor de 19 voltas em 1min41s864 e assegurou o décimo lugar, 1s857 atrás do ponteiro. Fabio Quartararo foi 3s227 mais lento que Zarco e acabou só em 19º.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Europa, antepenúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

LEIA TAMBÉM
+ Yamaha registra novo caso de Covid-19 e isola cinco funcionários em Valência
Com Portugal, Indonésia e Rússia na reserva, MotoGP tem calendário provisório para 2021
Mir lidera MotoGP com menor pontuação após 11 corridas em 27 anos

Saiba como foi o treino livre 3 da MotoGP no GP da Europa:

Assim como na sexta-feira, o dia amanheceu nublado em Cheste. De fato, antes do início das atividades, uma forte chuva atingiu a região, ensopando o asfalto. O frio também seguiu marcante, e, antes do início do TL3 da MotoGP, os termômetros mediam 16°C, com o asfalto chegando só a 17°C. A velocidade do vento era de 3 km/h.

Depois de ficar de fora dos treinos de sexta-feira a espera de um novo teste negativo para Covid-19, Valentino Rossi voltou aos boxes da Yamaha neste sábado pela primeira vez desde o GP da França. A fábrica japonesa, porém, estava desfalcada de cinco funcionários, incluindo o chefe Massimo Meregalli, por conta de um novo caso de infecção, desta vez com um integrante do time de Maverick Viñales.

Mesmo sem chuva, as condições de pista não eram convidativas para os slicks e foram os pneus de chuva que foram colocados em uso desde o início do terceiro treino do fim de semana.

Fabio Quartararo abriu a atividade no topo da tabela, mas logo foi superado por Stefan Bradl, que assumiu o comando com 0s053 de margem para Johann Zarco. Pol Espargaró também avançou e agora vinha em terceiro.

Na quarta volta, Miguel Oliveira tomou a frente, mas também ficou pouco por lá, já que Johann Zarco baixou para 1min42s211 e se instalou na ponta, 0s097 melhor que Andrea Dovizioso. Bradl era o terceiro colocado.

Neste início de sessão, apenas Jack Miller não tinha entrado na pista. Líder das duas atividades de sexta-feira, o australiano fechou o primeiro dia em Valência confiante de já ter acertado a Ducati da Pramac.

Com 1min42s196, Bradl pulou para a liderança, 0s015 melhor que Zarco. O piloto da até foi ameaçado pelo francês na volta seguinte, mas deu o troco imediatamente para manter a topo da tabela por 0s025.

Bradl conseguiu uma nova melhora e ampliou a margem na liderança para 0s064. Mais atrás, Rossi avançou para a 11ª colocação na sessão, só 0s036 mais lento que Viñales, o décimo.

Quarto na tabela, Oliveira melhorou o tempo de volta mais um pouco, mas apenas para reduzir o atraso em relação ao líder para 0s357, já que a posição seguiu inalterada.

O piloto da Tech3, porém, seguiu insistindo e, na 13ª volta, foi a 1min41s519 para tomar a liderança de Bradl por 0s365 de margem. Zarco era o terceiro, com Dovizioso e Pol Espargaró completando o top-5.

Viñales apertou o passo em seguida e saltou para a segunda colocação, cortando para 0s060 a vantagem do piloto de Hervé Poncharal. Miguel respondeu de imediato e voltou a aumentar a margem, que subiu para 0s227. Mais atrás, Álex Márquez saltou para o oitavo posto.

Estreando na Aprilia na vaga que estava com Bradley Smith, Lorenzo Savadori anotou 1min42s301 na 11ª volta nesta manhã e se instalou em sexto, 1s035 mais lento que Zarco, que tinha acabado de tomar a liderança de Oliveira por 0s086.

Líder do Mundial, Joan Mir também apertou o passo e avançou para a quinta colocação, 0s803 mais lento que Johann.

Zarco, aliás, também conseguiu ser mais rápido. O piloto da Avintia chegou a 1min41s113 calçando um par de pneus de chuva médios e ampliou a vantagem para Oliveira para 0s239. Viñales, Mir e Bradl fechavam o top-5.

Takaaki Nakagami também melhorou e agora vinha em sexto, 0s864 atrás de Zarco. Francesco Bagnaia tinha avançado um pouco antes e era o décimo.

A dupla, aliás, melhorou de novo, com Nakagami pulando para terceiro e Bagnaia para oitavo. Os dois, porém, escorregaram na tabela na sequência, já que Cal Crutchlow e Viñales subiram para primeiro e segundo.

Já com a bandeira quadriculada tremulando, Álex Márquez pulou para sexto, com Rins se instalando em sétimo. Viñales também foi melhor e assumiu o segundo posto, só 0s008 atrás de Zarco. Rossi foi mais rápido e garantiu a sétima posição.

Bagnaia saltou para terceiro, mas foi imediatamente superado por Nakagami, que foi 0s122 melhor.

Quem avançou mesmo foi Zarco. Já na liderança, o francês foi a 1min40s007 e garantiu a melhor marca da sessão com 0s736 de folga.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

MotoGP 2020, GP da Europa, Valência, treino livre 3

1J ZARCOAvintia Ducati1:40.007 
2M VIÑALESYamaha1:40.743+0.736
3T NAKAGAMILCR Honda1:41.071+1.064
4F BAGNAIAPramac Ducati1:41.193+1.186
5C CRUTCHLOWLCR Honda1:41.285+1.278
6M OLIVEIRATech3 KTM1:41.352+1.345
7A MÁRQUEZHonda1:41.589+1.582
8V ROSSIYamaha1:41.642+1.635
9A RINSSuzuki1:41.779+1.772
10J MIRSuzuki1:41.864+1.857
11S BRADLHonda1:41.884+1.877
12A DOVIZIOSODucati1:42.009+2.002
13L SAVADORIAprilia Gresini1:42.301+2.294
14P ESPARGARÓKTM1:42.506+2.499
15T RABATAvintia Ducati1:42.547+2.540
16D PETRUCCIDucati1:42.824+2.817
17F MORBIDELLISRT Yamaha1:42.831+2.824
18A ESPARGARÓAprilia Gresini1:42.957+2.491
19F QUARTARAROSRT Yamaha1:43.234+3.227
20B BINDERKTM1:43.534+3.527
 J MILLERPramac Ducati  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube