Alpine já prevê Fórmula 1 mais parelha: “Não há mais um meio de pelotão, há um pelotão”

Marcin Budkowski, diretor-executivo da Alpine, entende que ainda é cedo para avaliar o nível da equipe francesa em relação às suas oponentes, mas acredita que a Fórmula 1 vai ter os carros mais próximos neste ano, de acordo com as impressões obtidas nesta pré-temporada

Como foi o terceiro e último de testes de pré-temporada da F1 em Sakhir (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

Ao longo dos três dias de pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein, a Red Bull foi a protagonista, enquanto a Mercedes enfrentou problemas de confiabilidade e falta de equilíbrio com o novo W12. A McLaren também foi bem, enquanto a Ferrari apresentou alguma evolução na comparação com a performance do ano passado. Algumas evidências dos testes em Sakhir fazem Marcin Budkowski, diretor-executivo da Alpine, apostar em uma temporada muito mais equilibrada em 2021.

“Acho que não é mais um meio de pelotão, há um pelotão, na verdade”, declarou o engenheiro polonês em entrevista veiculada pelo site britânico RaceFans.

No entendimento de Budkowski, a ordem de forças na frente segue tendo a Mercedes como a líder, mesmo com os problemas revelados no Bahrein e com a Red Bull mais forte. Contudo, daí para trás, o que existe é uma grande incógnita, e isso vale até mesmo para a performance da Alpine.

Marcin Budkowski ainda não consegue medir o real patamar da Alpine diante das rivais (Foto: Alpine)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre o terceiro dia de pré-temporada da F1

“Ainda esperamos a Mercedes na frente. Claro que eles tiveram alguns problemas e sofreram um pouco no começo do teste. Ainda esperamos que a Red Bull seja forte. Mas atrás deles é um pelotão, realmente, e é difícil dizer onde nós estamos neste grid. Espero que estejamos competitivos”, comentou.

“A McLaren parece bem, parece rápida. A Aston Martin, quando acelera, parece muito rápida. O restante eu não sei dizer, na verdade”, explicou.

Ao longo dos três dias de testes em Sakhir, a Alpine foi a quarta equipe que mais andou, tendo completado 396 voltas, contra 422 de Alfa Romeo e AlphaTauri e 404 da Ferrari. Fernando Alonso, que regressa à Fórmula 1 nesta temporada, aferiu 1mi30s318 como melhor volta e completou 208 giros no total, contra 190 voltas de Esteban Ocon, que teve como melhor tempo 1min31s146.

A escuderia francesa, novo nome da Renault para 2021, não enfrentou grandes problemas em termos de confiabilidade. A grande questão é entender, na comparação com as rivais, qual é o real patamar da Alpine às vésperas do começo da temporada.

“Enquanto conversamos aqui, estamos fazendo trechos mais rápidos, simulações mais curtas em classificação, então podemos ter uma ideia um pouco melhor. Mas é complicado, difícil de relacionar, no fim das contas”, comentou. “Nossos estrategistas, lá na nossa base, estão ocupados tentando avaliar as cargas de combustível e os pneus para tentar entender onde estamos, porque estamos muito curiosos”, finalizou o engenheiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube