Alpine mantém foco em carro de 2022, mas garante empenho para evitar 2021 “de merda”

A Alpine entende que vale mais a pena concentrar esforços no carro de 2022, mas toma cuidados especiais nessa abordagem. A equipe vai se esforçar para seguir competitiva ao longo de 2021

Planejamento em duas frentes está em moda na Fórmula 1, com equipes desenvolvendo os carros de 2021 ao mesmo tempo que avançam nos projetos de 2022. Na Alpine, sucessora da Renault, não é diferente: de acordo com o diretor-executivo Luca de Meo, há um cuidado especial para que a temporada vigente não seja uma “merda”.

“Estamos competindo contra nós mesmos para ter uma temporada de sucesso”, afirmou De Meo, entrevistado pelo site americano Motorsport.com. “Acho que minha expectativa é melhorar de corrida em corrida. Vamos tentar não recomeçar do mesmo lugar que estávamos na temporada passada, mas é difícil porque algumas equipes melhoraram muito”, seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Alonso está de volta ao grid da F1, apostando na Alpine (Foto: Alpine)

GUIA F1 2021
+ Hamilton parte para ser maior campeão da Fórmula 1 em ano de possível adeus
+ Band tem chance de ouro de cativar público da F1 na era do streaming
Com novos donos, Williams busca recomeço e aposta tudo em Russell
Em alta, AlphaTauri mira colar na ‘F1 A’ com carro cheio de personalidade
Ferrari revisa carro e chama Sainz para tentar retomar posto no top-3

“Temos um espírito novo, temos gente como o Fernando [Alonso] chegando. Ele sabe andar bem. Estamos certamente focados em 2022. Para nós, o desafio de verdade é em 2022. Só que, claro, não queremos que 2021 seja uma temporada de merda. Temos o Fernando, que quer vencer sempre, e temos o Esteban [Ocon], que é jovem e quer mostrar do que é capaz. Não dá para perder tempo na parte de trás do grid. Eles estão motivados e precisamos fazer um bom serviço pensando neles. Estamos aqui para trabalhar e veremos como vamos melhorar de corrida em corrida”, destacou.

Ainda competindo como Renault, a equipe terminou o Mundial de 2020 em quinto. Não é o resultado dos sonhos para uma equipe que investe pesado desde 2016 na principal categoria do automobilismo. Ainda assim, a temporada terminou de forma positiva: o desenvolvimento do carro empolgou e rende três pódios ao longo do ano.

Dois desses pódios foram com Daniel Ricciardo, que optou por ir para a McLaren em 2021. Fernando Alonso é o substituto, fechando a dupla com Esteban Ocon.

O primeiro passo da Alpine para evitar um 2021 “de merda” passa por uma boa atuação no GP do Bahrein desta semana. A corrida é no domingo, 28 de março.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube