Chefe da AlphaTauri explica declaração forte após Bahrein: “Prometeram carro incrível”

Franz Tost, de saída da AlphaTauri ao fim do ano, disse que "não confiava mais nos engenheiros" após o GP do Bahrein, estreia do campeonato. Segundo ele, a fala foi direcionada a alguns empregados, que acabaram demitidos após não cumprirem promessas

De saída da Fórmula 1 por decisão própria após 18 anos como chefe da AlphaTauri, Franz Tost chamou atenção no início do ano ao dizer que “não confiava mais nos engenheiros” após uma estreia abaixo do esperado no GP do Bahrein. Depois de se despedir da escuderia de Faenza no GP de Abu Dhabi, última etapa do ano, o francês voltou a abordar o assunto e explicou a declaração.

Segundo Tost, a fala foi direcionada a alguns engenheiros específicos do departamento de aerodinâmica da AlphaTauri, que prometeram um carro que nunca foi visto de fato na pista. Enquanto as promessas eram de que o AT04 seria “fantástico”, as lições da pré-temporada deixaram a impressão contrária — e a estreia do campeonato apenas confirmou isso.

“Eu me referia a alguns engenheiros, e eles entenderam”, disse Tost. “Mas preciso explicar a história por trás disso. Nosso carro não era competitivo no ano passado. Então, eu disse que precisávamos fazer alguma coisa, porque não podia aceitar que caíssemos para o fundo do grid. Queria estar, pelo menos, na parte da frente do pelotão intermediário”, afirmou.

“[E a resposta foi] ‘estamos trabalhando duro e temos soluções, sabemos exatamente o que precisamos fazer.’ Visitei o departamento de aerodinâmica, e me disseram que o carro seria fantástico. A performance seria muito boa, os dados eram muito bons no CFD e no túnel de vento, etc.”, pontuou.

Na pré-temporada do Bahrein, Tost teve o primeiro vislumbre do carro — e foi negativo (Foto: Peter Fox/Getty Images)

Yuki Tsunoda chegou a passar perto dos pontos em Sakhir, na 11ª posição — posto que ocupou em três das cinco primeiras corridas, com dois décimos lugares nas outras duas —, enquanto Nyck de Vries foi o 14º colocado. Segundo Tost, os primeiros testes da pré-temporada já indicavam que o carro não era tão bom quanto o prometido — e o resultado foi a demissão dos engenheiros.

“Então, fomos ao Bahrein e nem precisei esperar pela corrida. Depois dos testes, já sabia que não tínhamos ido a lugar nenhum. Então, fiquei irritado e disse a eles: ‘o que está acontecendo?'”, afirmou.

“Disseram: ‘tem uma atualização chegando’. Respondi que não me importava com a atualização. O carro precisava performar bem. Então, na coletiva de imprensa, fui questionado sobre isso e disse: ‘não confio mais neles’. Se não confio em alguém, eles estão fora. Esse foi o caso”, completou.

Tost escolheu Laurent Mekies como seu próprio substituto na AlphaTauri (Foto: Red Bull Content Pool)

Depois de trocar parte da equipe de aerodinâmica, Tost ficou feliz com os resultados das atualizações. Na reta final do campeonato, o carro da AlphaTauri claramente evoluiu e chegou perto de tomar o sétimo lugar da Williams no Mundial de Construtores, principalmente após o GP dos EUA, em Austin.

“Trocamos eles e trouxemos novas pessoas, então, agora, temos um bom time no departamento de aerodinâmica. Preciso dizer, todas as atualizações que trouxemos este ano funcionaram de forma aceitável”, elogiou.

Por fim, Tost garantiu que nunca teve um jeito difícil de lidar. Segundo ele, porém, a cobrança era para que os combinados fossem cumpridos. Ao longo do ano, a AlphaTauri passou por uma mudança brusca decidida pela Red Bull, que demitiu De Vries e promoveu o retorno de Daniel Ricciardo ao time B.

No fim da temporada, o AT04 melhorou e quase alcançou a Williams nos Construtores (Foto: Red Bull Content Pool)

“Meu estilo de liderança é totalmente fácil [de lidar]. Sento com as pessoas, discuto sobre alguns tópicos e tomamos decisões — mas precisamos cumprir. O que não gosto é decidir algo e depois mudar, trocar de direção”, apontou.

“Você precisa seguir [a direção que escolheu]. No início, tínhamos problemas. Mas, então, as pessoas começaram a se acostumar comigo, e tivemos uma ótima cooperação”, finalizou Tost.

Com a temporada encerrada, a Fórmula 1 retorna apenas no ano que vem, no dia 2 de março, com a estreia do campeonato no GP do Bahrein.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.