Como rivalidade Senna x Prost ensina Mercedes a evitar novas brigas internas na F1

Toto Wolff revelou ter conversado com Alain Prost assim que chegou ao time alemão para entender como lidar quando há uma rivalidade interna, assim como o francês viveu com Ayrton Senna

Toto Wolff foi buscar conselhos com Alain Prost sobre como lidar com rivalidades internas. O chefão da Mercedes revelou que buscou ajuda para evitar problemas como os que o francês protagonizou com Ayrton Senna nos tempos de McLaren.

Entre as temporadas de 1988 e 1989, o tetracampeão e o brasileiro protagonizaram uma ferrenha briga dentro do time, explodindo especialmente após a corrida em Ímola, em 89. Inclusive, no último ano da parceria da dupla, o título ficou decidido em favor de Alain após uma colisão na penúltima corrida do campeonato, em Suzuka.

No ano seguinte, com Prost já na Ferrari, a história se repetiu, mas dessa vez ao contrário. Senna deu o troco em cima do ex-companheiro e bateu no adversário no mesmo circuito, sagrando-se campeão em 1990. Portanto, o atual consultor da Renault era uma fonte confiável de como lidar com situações semelhantes.

O chefe da Mercedes foi pedir conselhos a Prost (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Sempre fomos transparentes uns com os outros. No início da minha passagem pela Mercedes, me lembro de ter uma conversa com Alain Prost. Perguntei a ele ‘o que deu de errado entre você e Senna?’. Ele me respondeu que às vezes, não se sabe se tem o apoio da equipe ou não. Sempre houve política envolvida”, disse Wolff.

“Não sei se isso é verdade, pois não fiz parte disse e tenho certeza que tiveram uma ótima era. Mas não temos políticas. Jogamos política do lado de fora, mas não aqui para dentro. Nunca iríamos permitir isso. Transparência, ser honesto uns com os outros, culpar o problema e não a pessoa, empoderar são os valores mais importantes para nós”, completou.

A Mercedes teve de lidar com uma rivalidade interna entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg entre as temporadas de 2014 e 2016. Entretanto, o alemão se aposentou após a conquista do título, promovendo a chegada de Valtteri Bottas. Com isso, os ânimos acalmaram na escuderia de Brackley, com o hexacampeão fazendo questão de exaltar o colega finlandês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube