Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos para GP do Bahrein

Na sexta-feira de treinos livres do GP do Bahrein, o desgaste alto dos pneus foi o principal assunto entre os pilotos, que esperam uma classificação equilibrada

A sexta-feira (27) foi bastante movimentada no Bahrein. Os treinos aconteceram em uma condição climática mais amena e com muitas reclamações sobre o desgaste dos pneus.

Lewis Hamilton, correndo pela primeira vez como heptacampeão, foi o mais rápido do dia, mas vê Max Verstappen, da Red Bull, como uma ameaça. O GRANDE PRÊMIO separou tudo que os 22 pilotos do dia falaram após a sessão.

Hamilton foi o mais rápido da sexta-feita no Bahrein (Foto: Mercedes)

Lewis Hamilton, primeiro: Hamilton critica pneu de 2021 e vê Pirelli “andando para trás” no desenvolvimento

Max Verstappen, segundo: Verstappen pede “concentração por melhor equilíbrio” da Red Bull no Bahrein

Valtteri Bottas, terceiro: Bottas reclama de temperaturas dos pneus e espera GP marcado por superaquecimento

Sergio Pérez, quarto: Pérez vê equilíbrio do pelotão intermediário no Bahrein: “Extremamente apertado”

Daniel Ricciardo, quinto: Ricciardo chama atenção para desgaste de pneus e prevê corrida de duas paradas

Pierre Gasly, sexto: “É bom voltar a condições mais normais comparadas com Istambul. Tivemos uma sexta-feira positiva, talvez a mais forte da temporada. O carro era bom desde o TL1. Acho que em termos de ritmo, somos bem competitivos, mas faltam algumas coisas para podermos evoluir em termos de equilíbrio, para podermos extrair mais do pacote que temos. Parece promissor, então vamos tentar arranjar estes décimos extras para a classificação”

Lando Norris, sétimo: “Foi um dia difícil, mas ao mesmo tempo conseguimos os dados que queríamos e agora entendemos o carro melhor. Conseguimos as voltas que queríamos. Não foi o dia mais simples de todos, mas temos bons dados para analisar hoje e aplicar no TL3, pensando em uma evolução para a classificação”.

Lance Stroll, oitavo: “Acho que foi um bom início do fim de semana e estou feliz com o jeito que o carro se comportou. Pegamos o ritmo rápido no TL1 e conseguimos melhorar no TL2, que representa mais por ser de noite. O stint foi interrompido hoje por conta da bandeira vermelha e do teste dos pneus de 2021, mas ainda conseguimos um bom dia de trabalho. Isso nos dá algumas coisas para pensar e revisar hoje a noite, para vermos se conseguimos achar melhorias antes da classificação. Como esperado, hoje mostrou que o gerenciamento dos pneus será um elemento importante na estratégia de corrida, o que pode tornar o domingo empolgante”.

Daniil Kvyat, nono: “Acho que foi um dia interessante. Não fiquei feliz com o equilíbrio do carro no TL1, mas melhoramos bem no TL2. Acho que entendemos a direção que precisávamos tomar, e saiu um resultado positivo. Temos bons dados para analisar, espero dar mais um passo e melhorar. A bandeira vermelha estragou meu stint com pneus macios, mas o ritmo foi bom. A pista tem desgaste muito alto, logo, precisamos entender isso melhor que os outros”.

Alex Albon, décimo: Albon se diz “acostumado” com batidas, mas lamenta não tirar pé a tempo no Bahrein

A pancada de Alexander Albon (Foto: Bahrain International Circuit)

Esteban Ocon, 11º: “Foi um bom dia no geral. Tínhamos um planejamento cheio com o teste dos pneus para o próximo ano, então foi um dia diferente de treinos em condições diferentes do normal aqui pela chuva. Entramos no nosso programa normal pela tarde, mas foi um pouco interrompido pelas bandeiras vermelhas. Nosso programa foi atrasado, mas parecemos rápidos, e isso é bom sinal para amanhã. Nossos stints com muito combustível foram decentes, e acho que estamos preparados para o resto do fim de semana”.

Sebastian Vettel, 12º: “A primeira sessão de hoje foi ainda com sol, a segunda foi já de noite. Mesmo assim, talvez pela época do ano, certamente tivemos diferença menor de uma para outra comparando com anos anteriores. Acho que Sakhir não é uma pista tão boa para nós quanto já foi no passado, mas ainda vamos trabalhar, melhorar e ver o que podemos fazer amanhã”.

Carlos Sainz, 13º: “Esperamos outra briga apertada nesse fim de semana contra nossos adversários, mas é impossível dizer quem está melhor após hoje. Em termos de desgaste de pneus, sinto que teremos estratégias interessantes na corrida. Foi uma boa sexta-feira, com muito teste de pneus e um bom número de voltas. Os pneus funcionaram bem, todos eles, e podem ser bem utilizados na corrida”.

Charles Leclerc, 14º: “Foi um dia difícil. Eu estava esperando andar um pouco melhor porque tradicionalmente essa pista é boa para nós, principalmente nos últimos anos. Só que sofremos um pouco mais hoje. Somos bons em corrigir problemas durante a noite, então torço por algo melhor amanhã”.

Antonio Giovinazzi, 15º: “Foi uma sexta-feira direta ao ponto, do jeito que você sempre quer. Conseguimos fazer tudo que planejávamos. Claro que há uma margem de evolução, como sempre, mas é isso que faremos hoje de noite, analisando dados e pensando no acerto do carro. O objetivo é ir ao Q2. Vai ser apertado e precisamos da volta perfeita para ficar à frente dos nossos rivais”.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Kevin Magnussen, 16º: “Não estava molhado no começo do dia, mas estava chovendo. Veremos se volta a chover amanhã, seria interessante, mas não acho que há grandes chances disso acontecer. Como já viemos aqui muitas vezes, não precisamos tentar tantas coisas diferentes, como é o caso nas pistas novas. Focamos no acerto do carro. A aderência é um pouco menor do que no ano passado, mas as coisas estão mais ou menos como esperávamos”.

Kimi Räikkönen, 17º: “Eu só tive uma sessão hoje, mas tivemos tempo para fazer um bom trabalho mesmo assim. O carro esteve bom no TL2, que é a sessão mais representativa para a classificação. Mesmo assim, temos muito o que melhorar. Veremos o que dá para fazer amanhã, vai ser apertado”.

Nicholas Latifi, 18º: “Foi bom voltar a pilotar em um clima ameno, mas foi um dia complicado. Esta pista é historicamente difícil para os pneus, com bastante desgaste. O TL1 não foi a sessão que melhor representou, o TL2 foi mais importante por ser a noite. Andamos mais com os pneus de 2021, foi bom ter a experiência. Precisamos resolver algumas coisas, achar o equilíbrio com pouco combustível e muito foi complicado com as bandeiras vermelhas. Vai ser difícil gerenciar estes pneus”.

Romain Grosjean, 19º: “Fiquei um pouco surpreso quando acordei hoje cedo e vi a chuva. O lado positivo é que a pista não ficou tão quente no TL1 e deu para trabalhar com condições parecidas com as da corrida. A pista é legal, apesar de ser dura com os pneus. Há bastante desgaste e você precisa tomar muito cuidado. Temos boas corridas por aqui porque é uma das mais fáceis de ultrapassar. Estamos fazendo o acerto pensando na corrida”

George Russell, 20º: “Foi bom voltar para a pista de noite. É sempre espetacular, então gostei. Nos prejudicou um pouco perder o TL1, além de tirar o pé com as bandeiras vermelhas da batida do Alex e a aparição do cachorro. Não foi a sessão mais fácil, isso afetou meu stint com pouco combustível nos pneus macios, já que estava saindo para a pista nas duas vezes que a sessão foi interrompida. Entretanto, estivemos nesta posição antes e sabemos o que fazer. Será uma longa noite antes do amanhecer, vamos acordar e nos divertir. Vamos ver o que podemos fazer”.

Robert Kubica voltou a um cockpit da F1 no Bahrein (Foto: Alfa Romeo)

Robert Kubica: “Já faz algum tempo desde a última vez em que estive no carro. Passei esse tempo pilotando no DTM, então foi crucial recuperar a confiança nesse carro logo de cara. As coisas correram bem e pude me acertar com o carro rapidamente. Foi uma sessão boa como um todo e pudemos completar nosso cronograma. Eu tive algumas sugestões claras para os engenheiros e passei muita informação para a equipe. Espero que aproveitem as oportunidades que apareçam”.

Roy Nissany: “Foi uma sessão muito positiva, mais uma vez, e um desafio em comparação com a minha última aparição no TL1 em Monza. Avançamos em termos de desenvolvimento e é ótimo, como sempre, trabalhar com a equipe, estar no carro e fazer parte do progresso que a Williams está fazendo. É uma experiência incrível conseguir os resultados e estou ansioso por mais ação no teste em Abu Dhabi”.

Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado no Bahrein a partir de 8h (de Brasília), com o terceiro treino livre, enquanto a definição do grid de largada em Sakhir está marcada para 11h, também pelo horário de Brasília. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube