É difícil quebrar teto de gastos, mas Mercedes não tem escolha, dispara Luana Marino

A Mercedes já disse que planeja uma atualização do W14 e não descartou usar todos os recursos possíveis. E para Luana Marino, a equipe alemã realmente não tem muita opção e precisa tomar uma decisão na F1 2023

Bastou uma única corrida para a Mercedes constatar que o W14 não será páreo para a Red Bull na temporada 2023 da Fórmula 1, tanto que Toto Wolff fala abertamente sobre a equipe trabalhar em mudanças radicais no conceito do carro. Nem que para isso seja necessário usar todos os recursos possíveis para recolocá-la no topo do grid.

Inclusive, a equipe alemã já prepara um pacote de atualizações para o GP da Emília-Romanha, em Ímola, etapa que abre a perna europeia do calendário, e a ideia é modificar o conceito do zero-pod. O chefe da equipe alemã explicou, porém, que os problemas de desempenho não serão resolvidos desbloqueando apenas mais 0s3, por exemplo.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Durante o WGP desta semana, as jornalistas analisaram a situação da esquadra da estrela. E para Luana Marino, o time não tem escolha neste momento. Ou seja, terá mesmo que investir tudo que possui na busca por retormar a competitividade.

Assista a análise:

WGP debateu sobre a condição da Mercedes em 2023
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.