Fórmula 1 confirma estreia da Arábia Saudita com corrida noturna na temporada 2021

O governo da Arábia Saudita havia usado uma rede social para anunciar a visita da categoria ao país em 2021, informação confirmada pela categoria horas depois

+ PARTICIPE DA PROMOÇÃO DO GRANDE PRÊMIO COM MOTUL

Em setembro deste ano, os rumores surgiram e a Fórmula 1 se aproximou de ter uma grande novidade na temporada 2021: uma corrida de rua na Arábia Saudita, a primeira da categoria no país asiático. A confirmação chegou nesta quinta-feira (5).

O governo da Arábia Saudita havia usado uma rede social para anunciar a visita da categoria ao país em 2021, informação confirmada pela categoria horas depois A etapa vai acontecer em um circuito de rua em Jedá, a segunda maior cidade do país, em novembro do próximo ano. E será mais uma prova noturna no calendário, seguindo Singapura, Bahrein e Abu Dhabi.

A ideia inicial da Fórmula 1 era levar a corrida para o complexo de entretenimento Al-Qiddiya, que ainda está sendo construído na capital Riad.

A princípio, a entrada da Arábia Saudita aconteceria na vaga ocupada pelo GP do Brasil, que se encontrava no limbo até a semana passada por conta do entrave provocado pela própria Fórmula 1, na figura de seu CEO, Chase Carey, e a insistência em manter um acordo com a Rio Motorsports e seu inexistente autódromo no Rio de Janeiro. No entanto, há negociações em andamento para que o país volte ao calendário em 2021 em sua tradicional praça, Interlagos, soube o GRANDE PRÊMIO.

TRANSFORMAÇÃO QUE SAI COM ÁGUA
Palco recente de Fórmula E e Rali Dakar, a Arábia Saudita usa o esporte para tentar passar para o mundo uma imagem de país em transformação. Até aqui, porém, a mudança não passa de uma maquiagem com baixa fixação

Receber a F1 faz parte de um plano maior da Arábia Saudita, chamado ‘Visão 2030’. O projeto, apresentado em 2016 pelo príncipe Mohammed Bin Salman, tem como meta diminuir a dependência do país do petróleo, diversificar a economia e desenvolver setores como saúde, educação, infraestrutura e turismo. Foi esse movimento, aliás, que levou Fórmula E e Rali Dakar ao país.

A data exata da prova em 2021 é 28 de novembro, antes do encerramento da temporada em Abu Dhabi. A escolha seria por conta do clima, mais ameno, e também por questões de logística da Fórmula 1.

A Arábia Saudita também está ligada à Fórmula 1 por motivos comerciais. Neste ano, a Aramco, maior companhia petrolífera do país e a maior do mundo, se tornou patrocinadora oficial da categoria.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

A Fórmula 1 negocia para visitar Jedá, na Arábia Saudita (Foto: Reprodução/Twitter)

A Arábia Saudita, contudo, tem uma barreira importante para a realização do plano: o histórico negativo no campo dos direitos humanos. Um panorama que piorou em 2018, após a morte do jornalista Jamal Khashoggi, torturado, assassinado e desmembrado em outubro de 2019 no consulado saudita em Istambul, na Turquia. A Anistia Internacional alertou a Fórmula 1 sobre a prática dos sauditas de usar o esporte para limpar sua imagem com investidores internacionais.

Assim, o país asiático olha para o esporte como uma alternativa para se mostrar diferente. O Rali Dakar, por exemplo, focou nas belezas naturais do país, enquanto a Supercopa da Espanha mostrou homens e mulheres dentro de um mesmo estádio de futebol, algo bastante incomum no país ditatorial, um dos mais fechados do mundo.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube