Massa aparece no paddock em Interlagos em meio à ação judicial contra F1

Após semana marcada por incertezas sobre a presença do piloto brasileiro no paddock e com silêncio de pilotos e Stefano Domenicali, Felipe Massa finalmente apareceu no paddock em Interlagos

Felipe Massa, enfim, compareceu ao paddock do GP de São Paulo. Neste sábado (4), o piloto brasileiro surgiu em Interlagos em meio à ação judicial que move contra a FIA e a Fórmula 1 para ser reconhecido como campeão mundial de 2008. A semana de preparativos para a corrida ficou marcada pelo silêncio da categoria sobre o tema e o mistério sobre a participação do piloto, que, dono de credencial permanente de convidado da F1, apareceu.

“Vim como convidado para assistir à corrida. Não tinha como não vir. Sempre fui um apaixonado pela Fórmula 1, pela Ferrari. E aqui, logicamente, é a minha casa. Então, vim para assistir. Na verdade, já tenho a credencial para o ano inteiro, então é isso”, disse Massa, em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO.

Logo no começo da semana, a mera visita de Massa já era debatida. Felipe recebeu um pedido da Fórmula 1 para não comparecer ao GP da Itália, meses atrás, por conta da forte conexão que tem com os torcedores da Ferrari. E não foi, de fato. Mas Massa garantiu que não houve novos contatos e, desta feita, podia participar.

Na coletiva de imprensa do GP de São Paulo, realizada nesta quinta-feira (2), mas a opção foi pelo silêncio. Lewis Hamilton, Charles Leclerc, Carlos Sainz, Logan Sargeant Valtteri Bottas reagiram de maneira silenciosa ao serem questionados sobre a ação judicial movida pelo piloto brasileiro, que busca ser reconhecido como campeão mundial de 2008.

Felipe Massa (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

assessoria de imprensa da F1 respondeu ao GRANDE PRÊMIO que Massa “é bem-vindo” ao GP de São Paulo, mas nada tratou sobre o convite de embaixador da F1, que é como ele participou de eventos no passado. Segundo Massa, ser embaixador era o que justificaria a participação. Até a última quinta-feira, porém, o piloto ainda não havia batido o martelo sobre estar ou não.

Os cinco pilotos eram os selecionados para a segunda parte da coletiva pré-corrida. Ao serem questionados sobre o que achavam da situação envolvendo Felipe, o único a se manifestar foi Sainz, que respondeu: “Não acho nada”. Hamilton chegou a pegar o microfone e afirmar que “não pensa neste assunto”, algo que já tinha respondido quando o tema chegou na mídia internacional, em setembro.

Faltava a chefia da Fórmula 1 ser indagada sobre o caso e a presença de Felipe. O GRANDE PRÊMIO questionou Stefano Domenicali, chefão da categoria, sobre Massa durante a coletiva em que anunciou a extensão contratual do GP de São Paulo por mais cinco anos. Quer dizer, o GRANDE PRÊMIO tentou indagar. Ao ouvir o nome de Massa, a organização da F1 agiu rapidamente para interromper a reportagem e mudar de assunto.

Lembre o que aconteceu no ‘Caso Massa’ desde GP da Itália

Na rodada de Monza, inclusive, torcedores da Ferrari estenderam uma faixa em frente aos boxes em que se lia: “Felipe Massa, campeão do mundo de 2008”. A categoria, incomodada com a situação, pediu para que os torcedores removessem o artefato.

Felipe Massa (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

Massa busca medidas legais para ser reconhecido como campeão mundial da temporada 2008, na qual foi vice na pista. O estopim foi uma declaração de Bernie Ecclestone, antigo chefão do Mundial, que admitiu ter conhecimento — ainda durante 2008 — da manipulação de resultado da Renault no GP de Singapura daquela temporada.

Na ocasião, a equipe francesa arquitetou um acidente de Nelsinho Piquet, piloto do time, para facilitar a vitória de Fernando Alonso — o que prejudicou Massa. Oficialmente, o escândalo fora conhecido apenas em 2009, o que impedia qualquer possível ação sobre o resultado esportivo da temporada.

O brasileiro insiste que “nada é contra” Lewis Hamilton, campeão daquela temporada, e que foi atrás daquele que considera seu título depois da entrevista de Ecclestone admitindo que já sabia do episódio. Felipe ainda afirmou que se sente “vítima de uma conspiração”.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL e cobre o GP de São Paulo de Fórmula 1 ‘in loco’ com Evelyn Guimarães, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty, João Pedro Nascimento, Luana Marino, Pedro Henrique Marum e Rodrigo Berton. Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa brasileira.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.