Ferrari rejeita estratégia favorável a Leclerc em Silverstone: “Não sacrificamos Vettel”

Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari, precisou explicar que a escuderia não favoreceu Charles Leclerc e nem prejudicou Sebastian Vettel com as estratégias durante o GP dos 70 Anos da Fórmula 1. Isso porque novamente o monegasco se deu bem na corrida enquanto o alemão ficou fora da zona de pontuação

No GP dos 70 Anos, quando Vettel reclamou publicamente da estratégia escolhida pela Ferrari, muitos fãs da Fórmula 1 voltaram a levantar suspeitas de que a equipe estaria prejudicando o alemão para favorecer Charles Leclerc. Os muitos problemas no carro do tetracampeão mundial e os bons resultados do monegasco ajudaram a alimentar essa teoria conspiratória nas redes sociais.

No último domingo (9), Leclerc fez apenas uma parada nos boxes e conquistou a quarta posição no GP dos 70 Anos. A ousada estratégia do time premiou o monegasco que novamente conseguiu pontuar bem – na corrida anterior, também em Silverstone, havia conquistado o terceiro lugar. Vettel, por outro lado, teve problemas no carro durante os treinos, rodou na largada e reclamou do time pela estratégia que, segundo ele, o atrapalhou ao longo da corrida.

Como Vettel já está com a saída da Ferrari marcada para o fim da temporada 2020, cresceram rumores de que a escuderia poderia priorizar Leclerc, que teve o contrato renovado. Mattia Binotto, chefe de equipe, precisou explicar a situação dentro da time e dizer que não há nenhum favorecimento a um piloto.

Sebastian Vettel teve um dia para esquecer em Silverstone: 12º colocado (Foto: Ferrari)

“Não sacrificamos Vettel. Pensamos que não faria diferença chamá-lo para os boxes antes ou depois. Revisamos os dados e se tivéssemos deixado Sebastian na pista, poderíamos ter feito apenas uma parada, mas não fizemos. Não é questão de sacrificar ou não”, afirmou Binotto ao site RaceFans.

“Sempre disse que maximizar os pontos da equipe é uma prioridade. Acredito que tentamos fazer isso sem comprometer ninguém”, completou o dirigente.

Para o GP da Espanha, neste fim de semana, a Ferrari considera trocar o chassi de Vettel em uma tentativa de resolver o problema da falta de ritmo no carro #5.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube