Fórmula 1 ignora Andretti e sonda GM por parceria com equipes do grid atual

A Fórmula 1 consultou a General Motors, parceira da Andretti na tentativa de entrada na categoria, sobre a possibilidade de se ligar a outra equipe do grid atual

A saga envolvendo a tentativa da Andretti de fazer parte do grid da Fórmula 1 continua, e um novo capítulo foi revelado nesta terça-feira (24). Enquanto os chefes de equipe negam que haja algum motivo pessoal para barrar o ingresso da marca americana na categoria, a agência Associated Press revelou que a F1 chegou a sondar se a General Motors estaria aberta a uma parceria com outro time que não fosse o de Michael Andretti.

A informação do veículo, que teria consultado agentes envolvidos na conversa, vem na esteira da revelação de que a Andretti já construiu um carro para a Fórmula 1 e programa os primeiros testes no túnel de vento.

Relacionadas


Ao ser questionado se as portas fechadas para a Andretti — que já recebeu o aval da FIA para entrar no grid — acontecem em razão de uma ‘aversão pessoal’ por parte da F1, Mohammed Ben Sulayem, presidente da entidade que rege o esporte, afirmou que o ponto central da questão é o dinheiro.

“É sobre o dinheiro, é tudo sobre o dinheiro”, disse o emiratense. “Isso que é pessoal. Eles [as equipes] não querem dividir o dinheiro”, afirmou.

Andretti foi aprovada pela FIA, mas agora esbarra em questões técnicas importantes (Foto: Indycar)

Outros chefes de equipe também negaram que a questão com a Andretti seja pessoal, como Guenther Steiner e Toto Wolff. O austríaco da Mercedes, inclusive, negou conhecer Michael pessoalmente.

“Não o conheço”, afirmou. “Quero dizer, eles são um dos maiores nomes do esporte. E acho que a Andretti, como equipe de corrida, tem ido muito bem nos Estados Unidos. Não há má vontade. Se você não conhece realmente alguém, não há motivo para ter rancor”, completou.

A FIA já confirmou que aprovou inscrição de entrada da Andretti Global no grid da Fórmula 1 a partir de 2025. Agora, o conglomerado americano precisa debater questões comerciais e da aprovação da Formula One Management (FOM) para oficializar a entrada.

F1 2023, GP DA INGLATERRA, SILVERSTONE, MERCEDES, TOTO WOLFF, AFP
Toto Wolff negou conhecer Michael Andretti pessoalmente (Foto: AFP)

Boa parte das equipes atuais da Fórmula 1, porém, adotou discursos de rejeição sobre a chegada dos americanos. Eles alegam que um novo integrante diluiria de forma considerável a receita das equipes – embora a nova integrante tenha de pagar uma taxa de, pelo menos, US$ 100 milhões (R$ 496 milhões, na cotação atual).

Fundada em 2003 após aquisição de boa parte da Team Green, a Andretti atualmente tem operação em oito categorias: Indy, Fórmula E, IMSA, Extreme E, Indy NXT, V8 Supercars, Super2 e Super Copa. O sonho de entrada na Fórmula 1 é antigo. Em 2021, o time se candidatou a comprar a Sauber — atual Alfa Romeo —, porém, o acordo acabou colapsando de última hora.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.