Russell reitera desejo de clima cordial com Hamilton na Mercedes e fala em respeito

George Russell reiterou que a relação com Lewis Hamilton na Mercedes "será respeitosa" e que o foco de ambos os pilotos será um só: desenvolver o carro em 2022

POR QUE RUSSELL É APOSTA CORRETA, MAS TARDIA, DA MERCEDES NO FUTURO

O anúncio da Mercedes a respeito de George Russell cobrir a vaga de Valtteri Bottas na equipe em 2022 não foi bem uma surpresa, já que era algo esperado. Agora, como será a relação do jovem piloto com Lewis Hamilton? É a surpresa que muitos esperam ter no ano que vem. Mas, para Russell, não será muito diferente do que o heptacampeão tinha com o finlandês: o clima continuará amistoso e o objetivo é manter o foco no desenvolvimento do carro e equipe.

“Não há nenhuma razão para existir qualquer desentendimento ou algo assim. Tenho certeza que vamos competir forte um com o outro, mas com respeito, assim como Lewis e Valtteri fizeram nos últimos cinco anos”, disse Russell, em coletiva de imprensa às vésperas do GP da Itália, próxima parada da Fórmula 1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

GEORGE RUSSELL; LEWIS HAMILTON; FÓRMULA 1;
Hamilton recordou o encontro com o ainda menino George em 2007 (Foto: Fórmula 1/Twitter)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Briga entre Schumacher e Mazepin ganha ares de incontornável e tumultua Haas

A indagação sobre o clima entre Hamilton e Russell se dá por um motivo recente: a enorme rivalidade do dono do carro #44 com Nico Rosberg. Afinal, a relação de amizade entre o alemão e britânico, que era nutrida desde os tempos do kart, foi destruída na esteira de uma disputa que se acentuou quando os dois passaram a lutar por títulos a partir de 2014, com o inglês levando a melhor em duas oportunidades, contra uma do rival.

Por isso, Russell preferiu jogar panos quentes e não criar muitas polêmicas em relação ao seu futuro na escuderia alemã. Ele enfatizou que, além do respeito mútuo, a dupla inglesa terá que trabalhar muito para fazer a Mercedes evoluir, sobretudo diante de um novo regulamento para 2022.

“A Mercedes teve uma experiência clara do que é ter uma fraca dinâmica dentro da equipe. Eles deixaram absolutamente claro que não querem repetir isso”, frisou Russell. “Também não quero conflitos. Acho que é importante, como companheiros de equipe, trabalhar juntos para impulsionar a equipe e, no próximo ano, é um novo carro, novo regulamento, então não há garantias de quem terá o carro mais rápido”, explicou.

“Lewis e eu temos um relacionamento realmente ótimo. Estamos em diferentes estágios de nossas carreiras e temos um objetivo no próximo ano, que é desenvolver o carro, levá-lo adiante no campeonato e ter certeza de que vamos fazer o melhor para termos um carro de corrida mais rápido. E a única maneira de fazer isso é trabalhando juntos”, concluiu.

COMO BOTTAS TEM CHANCE NA ALFA ROMEO DE SER PROTAGONISTA DE SUA HISTÓRIA NA F1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar