Mercedes mantém base e apresenta W11 com bico fino e poucas mudanças para 2020

A Mercedes revelou ao mundo o W11 EQ Performance na manhã desta sexta-feira (14). O novo carro prateado de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas tem a missão de manter a hegemonia da equipe na Fórmula 1, que faturou todos os títulos desde o início da era híbrida, a partir de 2014

A Mercedes aproveitou a manhã desta sexta-feira (14) para apresentar ao mundo o carro com o qual pretende elevar, pelo sétimo ano, sua hegemonia no Mundial de Fórmula 1. Depois de Haas, Ferrari, Red Bull e McLaren, a escuderia de Brackley, hexacampeã do Mundial de Construtores, tratou de revelar os detalhes do novo W11 EQ Performance. Assim como nas últimas três temporadas, o time terá o hexacampeão mundial Lewis Hamilton ao lado do finlandês Valtteri Bottas.

 
Mudar em time que está vencendo? Não parece ser o caso da Mercedes, que manteve a base do vitorioso W10, dono de nada menos que 15 vitórias e dez poles no ano passado. A nova joia prateada é dotada de bico fino — solução também adotada pela McLaren neste ano. O modelo vai à pista logo mais para um shakedown em Silverstone, na Inglaterra, antes de desembarcar em Barcelona para os testes de pré-temporada a partir de quarta-feira (19).
 
A grande novidade na pintura do carro foi anunciada no início da semana. Com o patrocínio da Ineos, multinacional da indústria petroquímica britânica, o bólido terá alguns detalhes em bordô e o tom de cinza ligeiramente mais claro. A estrela vermelha, em homenagem a Niki Lauda, tricampeão mundial e antigo presidente não-executivo da Mercedes morto em maio do ano passado, segue reluzente no novo W11.

Grande estrela da Mercedes, Hamilton se mostrou muito empolgado por iniciar uma nova temporada. E deixou claro que, mesmo diante da temporada em que pode quebrar o recorde de vitórias e igualar Michael Schumacher como o maior campeão de todos os tempos, não se sente pressionado. “É uma grande experiência vivenciar tudo isso na Mercedes. Estou aqui desde 1998 [quando ingressou no programa de jovens da McLaren Mercedes, aos 13 anos] e faço parte do crescimento da empresa. Primeiro na McLaren e, quando eles vieram para a F1 como equipe, fiz essa mudança. Simplesmente é minha família", comentou. 

“Não sinto pressão neste momento. Claro que você se concentra no que precisa fazer, mas também é sobre curtir. É uma honra poder vivenciar isso. Centenas de pessoas estão trabalhando neste carro, e podemos testar a nós mesmos. O ambiente é realmente único com esta equipe”, analisou o hexacampeão.
O Mercedes W11 foi apresentado ao mundo nesta sexta-feira (Foto: Mercedes)
A temporada 2020 é o último ano de contrato vigente da dupla formada por Hamilton e Bottas. Na Mercedes desde 2013, o inglês empreendeu uma carreira que culminou com nada menos que cinco títulos mundiais conquistados desde então.

Nos últimos meses, Lewis teve seu nome ligado diversas vezes a uma possível saída para a Ferrari em 2021. Mas o chefão Toto Wolff ressaltou a importância da presença de Hamilton na equipe e trata sua renovação de contrato como prioridade.

Bottas, por sua vez, teve novamente seu contrato renovado por uma temporada. Na Mercedes, Valtteri tem a clara missão de ser o número #2, além de somar pontos importantes para a conquista do Mundial de Construtores. O finlandês, que fez uma temporada satisfatória em 2019 ao faturar o vice-campeonato mundial com quatro vitórias e cinco poles, tenta espantar a nova ameaça à sua vaga no cockpit prateado, George Russell, e, com bons resultados, assegurar mais um ano na Mercedes.

Detalhe frontal do novo Mercedes W11 EQ Performance (Foto: Divulgação/Mercedes)

Recentemente, Wolff respondeu aos rumores sobre uma eventual saída da Mercedes do grid da F1 a partir de 2021, quando passarão a vigorar não somente os novos regulamentos técnico e esportivo, mas também o novo Pacto da Concórdia, documento que rege as relações comerciais e financeiras do esporte. "A Mercedes definitivamente vai ficar na F1 em 2021. Queremos ficar. A F1 faz sentido para nós", assegurou um dos dirigentes mais poderosos do esporte à revista alemã 'Auto Motor und Sport'.

Se o futuro está garantido, tudo o que a Mercedes deseja é que o presente seja como seu passado mais recente: brilhante e vencedor.

 
Paddockast #48
MELHORES PILOTOS BRASILEIROS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube