Renault anuncia saída de Vasseur apenas um ano depois de assumir cargo de chefe de equipe

A Renault anunciou nesta manhã de quarta-feira (11) que o chefe da equipe, Frédéric Vasseur, renunciou ao cargo e que vai deixar a equipe francesa. O francês foi um dos responsáveis pela reestruturação pela qual passou o time em 2016

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Frédéric Vasseur renunciou ao cargo de chefe da Renault. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (11) e às vésperas do início da temporada 2017 da F1. O francês, que teve enorme sucesso nas categorias de base como chefe da ART, se juntou à montadora francesa no início do ano passado, quando a fabricante atravessou um período de reestruturação para a volta como equipe ao grid do Mundial.

 
A esquadra gaulesa viveu uma temporada bastante difícil e de poucos resultados em 2016, mas Vasseur trabalhou ao lado do diretor-executivo do time, Cyril Abiteboul, em uma importante campanha de recrutamento para área técnica, em uma tentativa de fortalecer a equipe a longo prazo.

No meio da temporada, Frédéric foi alçado ao cargo de chefe da equipe, enquanto Abiteboul passou a ocupar um posto dentro da fábrica, em Enstone, para ajudar a guiar a operação. No entanto, de acordo com a imprensa inglesa, entende-se que Vasseur tinha opiniões diferentes da chefia sobre a direção que a equipe precisava tomar e sentiu que o melhor seria deixar a esquadra.

Fréderic Vasseur foi escolhido pela Renault para chefiar a equipe na F1 em 2016 (Foto: Getty Images)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Depois de uma primeira temporada relançando e reconstruindo a equipe da F1, a Renault e Frédéric Vasseur concordaram por mútuo consentimento em separar os caminhos, com efeito imediato. Ambas as partes permanecem empenhadas em manter uma boa relação de trabalho e esperam que isso tome uma nova forma em algum momento no futuro", disse a equipe em comunicado.

 
Tendo em seus cockpits Kevin Magnussen e Jolyon Palmer, a Renault fechou o ano na nona colocação, com apenas oito pontos. Para 2017, a esquadra terá, além de Palmer, o alemão Nico Hülkenberg em sua garagem.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube