Pérez vê enorme desafio, mas se diz ansioso para “trabalhar junto com Verstappen”

Em sua estreia com a equipe taurina, o mexicano elogiou o novo companheiro e destacou também o pouco tempo que terá disponível durante a pré-temporada

Sergio Pérez vai ter a missão de ser companheiro de Max Verstappen na temporada 2021. De chegada à Red Bull, o mexicano reconhece o desafio que vai encarar, mas ressaltou que quer trabalhar duro com o holandês.

A temporada 2020 foi a mais forte de Checo na Fórmula 1. Mesmo fora de duas etapas por ter testado positivo para Covid-19, terminou a classificação na quarta posição em um ano onde alcançou sua primeira vitória na categoria. Isso garantiu seu passe para a equipe taurina para substituir Alexander Albon.

Já Verstappen, sob a asa da Red Bull desde que estreou na F1 em 2014 – na época, defendia a antiga Toro Rosso, atual AlphaTauri -, já soma dez vitórias com a marca das bebidas energéticas e terminou na terceira posição do campeonato nos dois últimos anos.

“É um grande desafio para mim. Todos conhecemos Max, o quão talentoso, veloz, o quanto cresceu no ano passado, quão completo é agora. Com certeza é um dos melhores e um dos mais rápidos, se não o mais rápido do grid atual”, disse Pérez.

SERGIO PÉREZ; RED BULL; F1; FÓRMULA 1 2021;
Sergio Pérez está animado para começar os trabalhos com Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Vai ser um desafio enorme de certa maneira. Está aqui há muito tempo, conhece o que precisa do carro. Mas é um ótimo desafio e estou ansioso de trabalhar com ele para levarmos juntos a equipe adiante”, completou o mexicano.

Sergio muda de equipe pela primeira vez em sete anos e antes de sua estreia com a Red Bull, terá apenas um dia e meio de pré-temporada para se adaptar ao carro. Portanto, sabe que começa com certo atraso. “É muito diferente que é uma nova equipe, há tantas coisas para aprender e leva um pouco de tempo”, explicou.

“Vou melhorar conhecendo o time, entendendo o que preciso, apenas leva um pouco de tempo. É um processo de construção, colocar todo o trabalho na pré-temporada, já passei uma boa quantidade de tempo com meus engenheiros, essa é a chave para tentar agilizar o processo”, emendou.

“Já completei alguns dias de simulador também, tenho alguma ideia de como é o carro da Red Bull, já está na minha mente. Mas estamos naquele tempo de que nada vem fácil, precisa realmente trabalhar para conseguir a velocidade, mas estamos chegando lá”, seguiu.

“Vai ter um tempo bastante limitado de teste neste ano com apenas um dia e meio no carro – é muito pouco. Mas é assim, é o mesmo para todos. Há muitos pilotos mudando de equipe, vai ser legal ver quem se adapta mais rápido a nova equipe”, concluiu.

A estreia ainda não veio, mas Pérez já está animado com o clima da nova casa. Ainda sem acreditar que faz parte da ‘família Red Bull’, aproveitou também para elogiar Adrian Newey e a comunicação com o projetista.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube