Sette Câmara cita melhora da Mahindra e contém expectativas para 2024 na Fórmula E

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Sérgio Sette Câmara revelou que, depois da evolução mostrada pela Mahindra nos testes de pré-temporada, teme que a ERT caia para o último lugar no grid da Fórmula E

Sérgio Sette Câmara não está com a melhor das expectativas para a temporada 2024 da ERT na Fórmula E. Isso porque, em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, o mineiro afirmou que os motores Mahindra apresentaram uma melhora considerável durante os testes de pré-temporada, e isso pode tornar a situação da equipe chinesa ainda mais delicada na tabela de construtores.

Ao longo de 2023, quando ainda se chamava NIO, a equipe de Sette Câmara figurava no fundo do pelotão, mas terminou o ano na nona posição por ser mais competitiva que a Abt e que a Mahindra — times equipados com o trem de força indiano.

Relacionadas


Porém, para 2024, ainda que o regulamento seja o mesmo da temporada passada, Sérgio acredita que a ERT tende a regredir, uma vez que os motores Mahindra apresentaram uma melhora considerável durante os testes de pré-temporada em Valência, que aconteceram em outubro do ano passado.

“Acredito que vai ser bem parecido com o que foi na última temporada, mas fiquei surpreso com a evolução da Mahindra, principalmente do motor, durante a pré-temporada. No ano passado tiveram duas equipes que ficaram atrás da gente, a Mahindra e a Abt, que usa motor Mahindra”, disse Sette Câmara ao GRANDE PRÊMIO. 

Sérgio Sette Câmara e Dan Ticktum vão defender a ERT em 2024 (Foto: LAT/Fórmula E)

“Se essas duas equipes melhoram consideravelmente, a gente passa a ficar em último no campeonato, e elas melhoraram de forma absurda nos testes em Valência. Não sei como eles conseguiram encontrar tanta performance em um ano onde tudo, em tese, é travado. Mas você vê que todas as equipes estão ali mais ou menos onde estavam no ano passado, e a Mahindra e a Abt subiram bastante”, seguiu o titular da ERT.

No primeiro e no segundo dia de atividades de pista em Valência, Edoardo Mortara colocou a Mahindra na quarta e na terceira posição, respectivamente. A ERT teve como melhor resultado o nono lugar de Sette Câmara no dia 1. No restante das sessões, o brasileiro e o companheiro Dan Ticktum foram, respectivamente, último e penúltimo.

“Mortara chegou a liderar por um momento com a Mahindra, os Abt andaram melhor no meio da temporada passada. No início eles eram os últimos, depois já pontuavam, e agora na pré-temporada andaram mais na frente. Então, fiquei surpreso com isso. Querendo ou não é uma notícia ruim para a gente, porque você vê uma equipe que estava atrás de você liderar um dia de treino é preocupante”, finalizou.

Na última temporada da Fórmula E, a NIO somou 42 pontos, sendo 14 de Sette Câmara e 28 de Ticktum. A Mahindra, penúltima colocada, ficou com 41 tentos, enquanto a Abt obeteve apenas 21.

A temporada 2023/24 da Fórmula E está marcada para começar no dia 13 de janeiro, com o eP da Cidade do México, no Autódromo Hermanos Rodríguez. A categoria ainda passa por DiriyahSão PauloTóquioMisanoMônacoBerlimXangaiPortland e Londres. O GRANDE PRÊMIO é emissora oficial e transmite TODAS AS ATIVIDADES DE PISTA da temporada AO VIVO e COM IMAGENS.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Formula E direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.