Ericsson e Malukas testam por novas equipes em atividade no oval de Indianápolis

Na segunda sessão de preparação para Indy 2024 realizada em Indianápolis, Marcus Ericsson destacou o novo sistema de recuperação de energia dos motores híbridos após primeiro teste pela Andretti

Seis pilotos foram à pista no oval do Indianápolis Motor Speedway no segundo dia de testes da Indy com os novos carros equipados com motor híbrido. Realizada na última sexta-feira, a sessão de preparação para a temporada 2024 — que tem início no dia 10 de março com o GP de São Petersburgo — teve como novidade as estreias de Marcus Ericsson na Andretti e David Malukas na McLaren.

Durante a segunda atividade no oval de 4 km do templo do automobilismo, Ericsson e Malukas, além de Álex Palou, Will Power, Colton Herta e Alexander Rossi, somados, acumularam 1.325 voltas (aproximadamente 5.330 km) em dois dias de testes com os novos bólidos híbridos equipados com motor de 2,2 litros e o sistema de recuperação de energia (ERS).

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

David Malukas em seu primeiro contato com a McLaren (Foto: IndyCar)

Após quatro temporadas na Ganassi, com destaque para a vitória na Indy 500 em 2022, Ericsson completou as primeiras voltas como novo piloto da Andretti, e enalteceu o novo sistema de recuperação de energia da Honda.

Com carreira na Fórmula 1 entre os anos de 2014 e 2018, anos em que teve contato com motor híbrido, o sueco acredita que o novo conjunto na Indy vai exigir dos pilotos uma estratégia mais elaborada nas corridas em comparação com o atual 2,4 Litros V6 equipado com sistema push-to-pass, utilizado na Indy até o final da temporada 2023.

“Espero que seja uma maneira de, como piloto, você pode ser mais inteligente do que seu adversário e fazer isso melhor do que seu concorrente”, destacou o novo piloto da Andretti. “Isso, para mim, me empolga com todo o sistema, que parece que será bastante manual, e isso, acredito, será muito legal”, concluiu.

O outro estreante em uma nova equipe foi Malukas, que entrou pela primeira vez no cockpit da McLaren durante a sessão em Indianápolis. Após duas temporadas na Dale Coyne, o americano de 22 anos substitui Felix Rosenqvist, que vai competir pela Meyer Shank em 2024.

Além dos testes no oval de Indianápolis, a Indy confirmou que mais atividades de preparação em circuito misto e de rua, e em oval curto, serão realizadas antes do início da temporada 2024.

Quais os CINCO MELHORES pilotos da INDY 2023? | GP às 10
🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.