Aleix Espargaró lamenta Fórmula 1 no Catar e diz que “esses carros destroem tudo”

A semana contou com a notícia da Fórmula 1 estreando no Catar ainda em 2021. O circuito recebe a MotoGP desde 2004 e, por isso, Aleix Espargaró está preocupado com as condições do asfalto a partir de agora

A quinta-feira (30) começou com uma novidade no calendário da Fórmula 1. A categoria anunciou a entrada do GP do Catar para substituir a prova na Austrália. Além disso, vai ser permanente no campeonato a partir de 2023. Mas o circuito de Losail é mais conhecido por abrigar a MotoGP desde 2004 e, por isso, nem todos os pilotos do Mundial de Motovelocidade ficarão felizes com a novidade.

Às vésperas do GP das Américas, em Austin, Aleix Espargaró comentou sobre a chegada do Catar na Fórmula 1. Mesmo com apenas uma prova no local até 2023, o piloto da Aprilia não ficou satisfeito com o acordo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Aleix Espargaró em ação duraante os treinos para o GP do Catar deste ano (Foto: Aprilia)

“Péssima notícia. Eu amo o Catar, amo aquele circuito, mas esses carros da F1 destroem tudo por conta da pressão aerodinâmica”, disse Espargaró.

“Estou feliz pelo povo do Catar, pois vão poder assistir MotoGP e Fórmula 1 no mesmo ano, o que é fantástico. Mas a pista está lisa agora, muito boa. Espero que os carros não destruam muito”, completou.

Atualmente, MotoGP e Fórmula 1 dividem apenas cinco circuitos em seus respectivos calendários: Portimão, Barcelona, Red Bull Ring, Silverstone e Austin — este último, palco da corrida deste fim de semana. Agora, com o Catar entrando, a lista sobe para seis autódromos.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 3 de outubro para o GP das Américas, em Austin, no Texas. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

VEJA TAMBÉM
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?
Marc Márquez atende chamado de mãe e surpreende fã mirim em Misano
Bagnaia corta 5 pontos da vantagem de Quartararo na MotoGP. Veja classificação
Bagnaia vai da explosão à sobrevivência e gabarita de novo na pós-graduação da MotoGP
Quartararo mantém alto nível e se permite queimar gordura na reta final da MotoGP 2021
Bastianini brilha em Misano e mostra que Ducati tem mais um diamante nas mãos na MotoGP
Yamaha x Ducati: diferentes e parecidas, construtoras partilham protagonismo em 2021
KTM volta a perder rendimento e vive de raros lampejos na reta final da MotoGP em 2021

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar