Bradl vê falta de competitividade na Honda: “Até Marc Márquez teria problemas”

O alemão indicou que a equipe da asa dourada não é uma das motos mais competitivas do momento, com o pneu Michelin sendo o principal fator para tal

Stefan Bradl destacou que não tem sido a temporada mais fácil para a Honda na MotoGP. O alemão apontou que a equipe tem encontrado problemas com os pneus, não tem conseguido ser competitiva e afirmou que até mesmo Marc Márquez teria dificuldades.

A fábrica da asa dourada tem encarado um 2020 complicado. Com o hexacampeão fora desde o GP da Espanha quando fraturou o úmero do braço direito, o primeiro pódio do ano veio apenas na última etapa, no GP da França, pelas mãos de Álex Márquez.

Isso tem refletido nas classificações tanto do Mundial de Construtores quanto no de Equipes. No primeiro, aparece na penúltima posição, à frente apenas da Aprilia. Entre os times, é o antepenúltimo empatado com a Avintia e 20 pontos à frente do último colocado.

Stefan Bradl destacou problema da Honda (Foto: Repsol)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Um problema é que basicamente não podemos aproveitar todo o potencial que oferece o novo pneu traseiro durante a classificação ou início de uma corrida. Não conseguimos fazer o pneu trabalhar de uma maneira que fique no asfalto”, pontuou Bradl.

“Nós começamos a 85% e depois temos uma queda, enquanto nossos adversários começam a 100% ou 95% e depois têm a mesma perda. É por isso que perco esses décimos valiosos. A Honda não é a moto mais competitiva no momento. Acredito que até Marc teria problemas”, continuou o piloto de 30 anos.

Takeo Yokoyama, diretor-técnico da Honda, disse que “estamos trabalhando muito o lado do chassi para tentar entender como usar os pneus Michelin, especialmente os traseiros. Estamos tendo de testar muitas coisas, muito mais do que esperávamos inicialmente”.

Enquanto tenta se recuperar nas últimas cinco etapas do campeonato, Marc ainda não tem nenhuma previsão de retorno ao grid. Rumores indicavam uma volta já em Aragão, mas logo a equipe descartou e, com isso, o espanhol já não tem mais chances matemáticas ao título.

LEIA TAMBÉM
Moedor à italiana, Ducati tem má gestão escancarada com vitória de Petrucci
Salto de Marini para MotoGP em 2021 vira guerra entre VR46 e Avintia

Suzuki precisa resolver déficit de classificação para enfim se tornar grande na MotoGP
Márquez & Márquez: as estreias de Marc e Álex no pódio da MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube