Quartararo confirma problema físico durante GP da Espanha: “Não tinha força no braço”

Fabio Quartararo liderava com folga em Jerez, mas perdeu rendimento na parte final da prova e terminou em 13º. Após a corrida, o francês admitiu que sofreu com dores no braço direito e revelou estar "perdido" sobre o futuro

Marc Márquez sofreu forte acidente no fim do TL3 (Vídeo: MotoGP)

O GP da Espanha da MotoGP parecia certo para Fabio Quartararo. Depois de largar na pole, o francês perdeu posições na primeira volta, mas se recuperou até assumir a liderança e sumir na frente. Na reta final, porém, perdeu rendimento e caiu para o 13º lugar, deixando a vitória no colo de Jack Miller. Após a corrida, o piloto da Yamaha explicou que não sofreu com problemas nos pneus, mas com dores no braço direito causadas por uma síndrome compartimental.

Também conhecida como arm pump, a síndrome compartimental é resultado do aumento da pressão em uma determinada área do corpo, com a queda na perfusão sanguínea de músculos e órgãos. O problema é bastante frequente em pilotos de moto. O próprio Quartararo passou por cirurgia para resolver o problema em 2019. Neste ano, Jack Miller e Iker Lecuona também encararam intervenções no local por conta das dores em provas.

Na busca pela terceira vitória seguida na temporada, Quartararo passou a perder desempenho e despencou na tabela. Com isso, também caiu no Mundial, sendo superado por Francesco Bagnaia, o novo líder do campeonato.

Fabio Quartararo terminou o GP da Espanha apenas na 13ª posição (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“É bem fácil de saber que tive um grande problema com o braço. É triste porque eu estava tranquilo na frente. Caí para 4º lugar [na primeira volta] e conseguiu ultrapassá-los. Estava confortável com o ritmo, tivemos um bom ritmo neste fim de semana, mas não tinha mais força no braço”, afirmou o piloto da Yamaha.

“Estou decepcionado com isso, mas me mantenho [positivo] com o ritmo que conseguiu, lutando até o fim e até conquistando três pontos. Mas eu luto e sigo confiante”, completou.

A MotoGP volta à ação em duas semanas, para o GP da França, corrida no país natal de Quartararo. O piloto admitiu que está conversando com a Yamaha sobre as opções possíveis até a próxima etapa do Mundial e brincou que está desorientado com o futuro.

Jack Miller assume a liderança do GP da Espanha (Vídeo: MotoGP)

“Não tenho a menor ideia [do que fazer], não consigo responder essa questão porque agora meu cérebro não está funcionando. Estou pensando em várias coisas. Já tenho algumas pessoas olhando isso, como meu empresário, meu melhor amigo, e estão buscando as melhores opções. Com certeza algo será planejado, pois meu braço não está ok”, disse.

“Aqui [em Jerez] eu nunca tive problemas na minha vida, mas tive neste ano. É algo que não entendo, mas ainda estou observando as opções. Meu cérebro esta cheio de pessoas me dizendo para ir a um lugar ou outro. No momento, estou perdido. Minha corrida em casa está chegando, quero estar em forma lá, é o mais importante para mim. Eu sei que a moto anda bem [na França] e que vou competir bem. Quero resolver esse problema o mais rápido possível, mas da melhor maneira”, finalizou.

LEIA MAIS
⇝ Quartararo derrete e Miller renasce para vencer GP da Espanha em 1-2 da Ducati
⇝ Perrin queima largada e sai da última fila para primeiro na Rookies Cup em Jerez
⇝ Até quando? Haters sobem tom e afastam pilotos da MotoGP das redes sociais
⇝ Rossi fornece máquina de lavar e macula imagem unindo VR46 e Arábia Saudita

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube