KTM fala em manter Gardner, mas expõe atrito com agente: “Faz nada a semana toda”

Chefe da KTM, Pit Beirer reclamou de constantes ataques de Paco Sánchez e afirmou que seria mais fácil renovar o contrato do australiano se o empresário não ficasse atacando a casa de Mattighofen. Executivo manifestou desejo de manter Gardner em 2023

MOTOGP CUMPRE 1/3 DA TEMPORADA 2022 COM BASTIANINI E GRESINI EM EVIDÊNCIA

Chefão da divisão esportiva da KTM, Pit Beirer disparou contra o agente de Remy Gardner e avaliou que seria mais fácil renovar o contrato do piloto se Paco Sánchez parasse de atacar a casa de Mattighofen. O ex-piloto de motocross declarou que alguns empresários são “pragas” que invadiram o paddock da MotoGP.

Beirer afirmou que Sánchez constantemente ataca KTM e Tech3, além de criticar o contrato oferecido pelos austríacos ao piloto para a temporada 2023. Gardner tem um vínculo para 2022, mas com a opção de ser renovado para o próximo ano. Por enquanto, porém, a gigante laranja não executou a cláusula contratual.

Relacionadas


O BRASIL EM DUAS RODAS
Dez pilotos brasileiros para acompanhar nas categorias do exterior

Pit Beirer (Foto: Red Bull Content Pool)

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
▶️ Aleix Espargaró diminui vantagem de Quartararo

“Paco Sánchez não está perdendo nenhuma oportunidade de ralhar com a gente no momento”, disse Beirer em entrevista à publicação alemã Speedweek. “Ele resmunga sobre a KTM, a Tech3 e o contrato que oferecemos a Remy Gardner em 2023. Tenho muitos problemas com declarações como estas, pois Remy e Raúl são simplesmente novatos nesta categoria”, seguiu.

“Em dias bons, Remy mostrou que pode brilhar e pilotar diante dos outros novatos nesta categoria. É por isso que nada está perdido para ele na MotoGP, nem em termos de resultado e nem no caminho que um novato está traçando. Mas os novatos nesta categoria precisam de um pouco de paciência até que o primeiro resultado chegue. Nesta fase, nós não necessariamente queremos ser abordados por alguém como o Sr. Paco Sánchez”, comentou.

Beirer afirmou que alguns agentes são pragas e defendeu Hervé Poncharal das críticas de Sánchez ao trabalho da Tech3. Até aqui, Gardner somou apenas três pontos e ocupa a 23ª colocação no Mundial de Pilotos.

“O que eu aprendi nas últimas duas ou três semanas é que é sempre importante falar diretamente com o piloto”, explicou Beirer. “Só posso dizer que alguns dos agentes são a maior praga que atingiu esse paddock nos últimos anos, com exceção do corona”, disparou.

“Paco Sánchez nos acusa de não fazer um bom trabalho com a Tech3. Lamento, mas Hervé Poncharal, o dono da equipe, está neste paddock há 30 bem sucedidos anos, é presidente da IRTA há mais de 20 anos. Tem mais de 50 funcionários que paga todo mês. Hervé é um líder de equipe e um profissional completo”, defendeu. “Fizemos um bom trabalho com Remy no Mundial de Moto2, ele subiu para a MotoGP conosco como campeão e conseguiu a chance da MotoGP conosco, com um contrato muito bem pago. Aí tenho de ler na imprensa declarações do Sr. Paco Sánchez de que a KTM e Tech3 dão contratos ruins. Você ter que ouvir isso de alguém que não faz nada a semana toda, além de ficar brincando com o telefone. Nós, por outro lado, empregamos mais de 100 pessoas no departamento da MotoGP, para que possamos entregar a melhor performance possível em todo GP”, continuou.

“O que está acontecendo agora em relação a Remy é um grande incomodo. E também prejudica o piloto. Claro, eles são nossos verdadeiros heróis, pois são quem tem de mostrar performance”, comentou.

Pit destacou que gosta de Remy e gostaria de mantê-lo na equipe, mas deixou claro que não vai prender um piloto contra vontade.

“Nós gostamos muito de Remy e gostaríamos de continuar com ele, mas seria melhor se o agente dele não nos atacasse constantemente na imprensa”, disparou. “Aí seria mais fácil estendermos o contrato dele. Não vamos exercer a opção [de renovar o contrato] de Remy contra a vontade dele. Se ele não quer ficar conosco, é a vontade ele. Entendo, pelo que o agente dele disse, que não somos um parceiro desejado. Mas agentes de pilotos e pilotos da KTM são duas coisas diferentes, pois temos uma boa relação com ele. Adoraríamos seguir com ele”, encerrou.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 29 de maio para o GP da Itália, em Mugello, oitava etapa da temporada 2022. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

LEIA TAMBÉM
Suzuki quebra silêncio e diz que “discute com Dorna possibilidade” de deixar MotoGP em 22
Leopard assume interesse em ocupar vaga da Suzuki na MotoGP: “Ficaríamos muito felizes”
MotoGP modifica regra e permite motor extra após aumento de calendário para 21 corridas
# Lusail passa por reformas e deixa de sediar abertura da MotoGP pela 1ª vez desde 2007
# Honda admite conversas com Mir e Rins, mas diz que “vai analisar com calma” situação
# MotoGP anuncia aposentadoria do lendário #46 de Rossi em evento em Mugello
# Bastianini vence de novo e desenha para Ducati que merece vaga na equipe de fábrica

BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.