Líder da Moto3, Acosta é promovido pela KTM para vaga na Moto2 na temporada 2022

Dono de fantástica campanha na Moto3, Pedro Acosta, de apenas 17 anos, subiu de classe no Mundial de Motovelocidade. Em 2022, o jovem espanhol vai seguir na Red Bull KTM Ajo, mas na Moto2 e ao lado de Augusto Fernández

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Pedro Acosta surpreendeu o paddock do Mundial de Motovelocidade na temporada 2021. Estreante, o jovem espanhol de apenas 17 anos já venceu cinco etapas e lidera a Moto3 com tranquilidade. Por isso, foi promovido para a Red Bull KTM Ajo na Moto2 no próximo ano.

A confirmação aconteceu na manhã desta terça-feira (7). A equipe ainda anunciou a chegada de Augusto Fernández, atualmente na Marc VDS. A dupla vai substituir Remy Gardner e Raúl Fernández, promovidos para a Tech3, na MotoGP, no próximo ano.

Estreante no Mundial, Acosta venceu logo na segunda aparição na Moto3, no GP de Doha, quando largou dos boxes e passou todo o pelotão. Ainda conseguiu triunfos em Portugal, Espanha, Alemanha e Estíria. Atualmente, lidera o certame com 201 pontos, 46 a mais do que o vice Sergio García.

Pedro Acosta foi promovido para a Moto2 em 2022 (foto: Red Bull KTM Ajo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Pular para a Moto2 era meu objetivo porque acredito que é algo a ser feito. Claro, agora há mais para aprender, como foi na Moto3. Mas pensando em detalhes e em desenvolvimento como piloto, sinto que foi a escolha correta”, disse Acosta.

“É uma grande vantagem seguir na Red Bull KTM Ajo porque continuamos trabalhando juntos. A equipe realmente me ajudou muito em meu primeiro ano no Mundial. Parece um grande salto, mas está bom para mim e estou feliz com a forma que as coisas estão acontecendo”, completou.

A Red Bull KTM Ajo também fechou com Augusto Fernández para a segunda vaga de 2022. Sexto colocado no campeonato, pela Marc VDS, o espanhol de 23 anos estreou na Moto2 em 2017 e conquistou apenas duas vitórias, ambas em 2019. Desde então, sofre para conseguir bons resultados, apesar de três pódios este ano.

“Estou muito feliz e satisfeito de bem juntar à equipe. O time sempre foi uma referência na categoria por muitos anos vencendo corridas e brigando por títulos. Acho que essa experiência vai realmente me ajudar na próxima temporada e estou ansioso para começar o trabalho”, declarou.

MotoGP volta a acelerar no próximo dia 12 de setembro, com o GP de Aragão, no MotorLand. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

VEJA TAMBÉM
Quartararo usa receita infalível e ganha terreno em MotoGP de rivais claudicantes
WEB STORY: Raio-x do strike de Marc Márquez no GP da Grã-Bretanha de MotoGP
Yamaha fecha estrutura, corrige tropeço com Morbidelli e dá nova chance a Dovizioso
Caos gerado por Viñales abre inesperada segunda chance para Dovizioso na MotoGP
Pódio coroa trajetória de Aleix Espargaró e mostra que Aprilia enfim está no rumo certo

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar