Quartararo mostra ansiedade para Valência após “sofrer todos os dias” em Aragão

O francês admitiu não saber o que aconteceu para justificar o baixo rendimento na rodada dupla no MotorLand, onde perdeu terreno na briga pelo título de 2020

Fabio Quartararo disse esperar com ansiedade a rodada dupla de Valência da MotoGP. O francês apontou como as corridas em Aragão foram complicadas em termos de desempenho e admitiu não entender o motivo das dificuldades enfrentadas.

No GP de Teruel do final de semana, o competidor da SRT Yamaha cruzou a linha de chegada apenas na oitava colocação, perdendo terreno para o líder Joan Mir. Agora, o espanhol tem 14 pontos de vantagem na primeira posição da classificação.

Na primeira prova realizada no MotorLand, o desempenho de ‘El Diablo’ foi ainda mais discreto, pois recebeu a bandeira quadriculada em 18º, ficando fora da zona de pontos. Portanto, o fim da passagem pela pista do nordeste da Espanha foi comemorado.

Fabio Quartararo espera desempenho em Valência (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Não foi fácil e estou contente por deixar este circuito. Foram duas semanas em que sofremos todos os dias e agora vou me focar em Valência. Tenho certeza de que é um circuito melhor para nós, tem menor consumo de pneus e acredito que serei mais rápido e consistente”, afirmou o atual vice-líder.

Falando sobre o GP de Teruel, afirmou que “desta vez, os pneus não foram um problema, pois foram bem. Franco fez uma corrida fantástica, foi consistente e venceu. Nós, não. É muito difícil de entender. Eu acelerava e perdia a aderência por completo. Parece que nos perdemos”, pontuou.

“Na parte da manhã estava feliz sobre o trabalho feito, mas assim que a corrida largou, na primeira volta já não tinha nenhuma sensação, nenhuma aderência, nenhuma tração. Foi muito, muito estranho. Não tenho ideia do motivo de ter acontecido, mas é muito estranho”, observou.

“Parece que nas corridas duplas, os demais melhoram muito e nós ficamos encalhados. Depois dos primeiros treinos, a moto já não dá mais de si”, concluiu.

LEIA TAMBÉM
MotoGP nega impacto de maiores restrições por Covid-19 e vê fim da temporada seguro

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube