Rossi destaca necessidade da Yamaha ter “programa sério” para pilotos de testes

O italiano criticou a falta de testes da casa de Iwata e comparou com as demais fábricas do grid, que investem em competidores para auxiliar no desenvolvimento da moto

Valentino Rossi destacou a necessidade da Yamaha em ter um programa sério de testes.  O italiano apontou como a casa de Iwata não tem se focado no assunto, enquanto as demais equipes do grid realizam atividades durante toda a temporada.

Para o atual campeonato, a esquadra nipônica assinou com Jorge Lorenzo para assumir o papel de desenvolver a moto. Entretanto, com a pandemia do coronavírus, o espanhol pouco andou nas pistas – o que rendeu críticas de Fabio Quartararo em mais de uma oportunidade.

Apesar de a Yamaha ser a fábrica que mais venceu no ano, três dos triunfos vieram pelas mãos de Franco Morbidelli, que corre com uma M1 de 2019 atualizada. Para o multicampeão, um dos principais pontos da falta de competitividade é pela falta de testes em pistas europeias.

Rossi vê que Yamaha precisa investir em testes em 2021 (Foto: Reprodução)

LEIA TAMBÉM
Ofuscado em 2019, Morbidelli vira jogo e chega ao fim de 2020 melhor que Quartararo

“Há um problema básico, primeiro de tudo. Até 2020, todas as outras equipes tinham um time de testes bastante ativo que andava na Europa e com pilotos europeus como [Michele] Pirro, [Dani] Pedrosa e [Stefan] Bradl”, apontou.

“A Yamaha, por outro lado, não tem um time. Houve apenas um que correu no Japão com os pilotos de testes japoneses. Mas o grande problema é que andou em circuitos que não tem nada a ver com os europeus”, continuou.

“A Yamaha precisa ter uma equipe de testes na Europa no ano que vem. Gostaria muito de ter [Andrea] Dovizioso, pois é muito veloz, sensível e um piloto altamente experiente. [Cal] Crutchlow também correu neste ano, então, se tiver motivado pode levar a moto ao limite. Mais do que um piloto, precisa de um programa sério”, encerrou.

Em 2021, Crutchlow vai assumi o lugar de Lorenzo como piloto de testes da Yamaha.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube