Sepang adia eventos por restrições da pandemia e lança dúvida sobre GP da Malásia

Após uma determinação do governo local para conter a Covid-19, o circuito de Sepang adiou todos os eventos previstos até dezembro. Com isso, o GP da Malásia do Mundial de Motovelocidade pode ficar novamente fora do calendário

Como foi o GP da Alemanha de MotoGP vencido por Marc Márquez (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O GP da Malásia voltou a ficar ameaçado no calendário da MotoGP. Depois da etapa ter sido cancelada na temporada passada pela pandemia de Covid-19, agora são medidas restritivas impostas pelas autoridades locais que colocam a participação do Mundial no circuito de Sepang em xeque.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (25), o autódromo malaio anunciou o adiamento prévio de todas as etapas, sem definição de datar, por conta de um plano de recuperação nacional a ser imposto pelo chefe de estado local. A medida visa encerrar a crise da Covid-19 no país em quatro fases que vão de junho a dezembro deste ano.

Sepang ainda afirma que “está trabalhando para conseguir uma aprovação especial do Ministério da Juventude e Esports para realizar as provas nacionais entre julho e outubro”, mas ainda não existe qualquer indicativo de visitas estrangeiras para realização de etapas.

Etapa malaia do Mundial não acontece desde 2019 (Foto: Repsol)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Estamos comprometidos em aderir os procedimentos operacionais padrão e os guias impostos pela Conselho Nacional de Segurança (MKN) para impedir o avanço da Covid-19”, dise o comunicado.

O GP da Malásia é a penúltima etapa marcada para 2021 no Mundial de Motovelocidade, previsto para o dia 31 de outubro. Até o momento, o país asiático teve 711 mil casos de Covid-19, com 4.637 mortes. Nas últimas 24 horas, foram pouco mais de 5 mil infectados diagnosticados e 83 óbitos.

Por conta da Covid-19, a Malásia perdeu os testes de pré-temporada da MotoGP no início deste ano. As atividades que aconteceriam de 14 a 16 e de 19 e 21 de fevereiro saíram da programação após o país declarar estado de emergência por causa da pandemia de Covid-19, com bloqueios resultantes da disseminação do vírus.

Jorge Viegas, presidente da Federação Internacional de Motociclismo, no entanto, mantém o otimismo sobre a ida para Sepang. “Vejo grandes chances de uma corrida na Malásia, mas a Austrália não deve ter uma corrida neste ano”, pontuou em entrevista ao site Motorcycle Sports.

O cancelamento da etapa pode resultado em mais uma mudança no atual calendário da MotoGP. No início desta semana, ainda na esteira dos casos de coronavírus, a MotoGP remarcou o GP das Américas, nos Estados Unidos, cancelou a etapa japonesa e adiou o GP da Tailândia.

LEIA TAMBÉM
⇝ Quartararo amplia liderança na MotoGP com pódio na Alemanha. Confira classificação
⇝ Vitória de Marc Márquez anima, mas pouco muda situação ruim da Honda na MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar