Truck
09/10/2018 06:00

Vice-campeão da Copa Mercosul, Cirino minimiza problemas e diz: “Estamos na briga da Grande Final”

Wellington Cirino enfrentou problemas em seu caminhão no domingo, depois de comandar as ações na sexta e no sábado. Mesmo assim, conseguiu sair de Rivera com o segundo lugar na Copa Mercosul e pontos extras para a Grande Final, em dezembro
Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
 Wellington Cirino comemora o segundo lugar na Copa Mercosul (Foto: Duda Bairros)
Wellington Cirino dominou a sexta e o sábado em Rivera, mas, na hora da corrida, acabou ficando um pouco abaixo da expectativa considerando o que apresentara nos dois dias anteriores.
 
Na corrida 1, mesmo largando na pole, perdeu rendimento e cruzou a linha de chegada em quarto lugar, 22s665 atrás do vencedor Roberval Andrade. Na segunda prova, saiu da quinta posição e encerrou em sexto lugar, 10s194 atrás de Renato Martins.
 
O campeão da Copa Sul revelou que sofreu com alguns problemas em seu Mercedes no domingo, e acabou correndo pensando mais no campeonato.
Wellington Cirino com seu caminhão na posição de honra (Foto: Vanderley Soares)
"Trabalhamos o tempo todo com a calculadora na mão durante a prova, e acredito que tivemos parte do nosso objetivo atingido. Estamos na briga da Grande Final, e isso é o que importa", avaliou Cirino.
 
"Na largada eu tive um problema e perdi algumas posições e depois o caminhão esquentou, tive de tirar o pé e correr  para garantir mais pontos de bônus e acabou dando tudo certo. Parabéns a Rivera pela recepção incrível e agora vamos para MG", encerrou.
 
No fim, Cirino concluiu a Copa Mercosul em segundo lugar, com 57 pontos, 15 atrás do campeão Felipe Giaffone. Além do troféu de prata, o #6 contabilizou pontos extras para a Grande Final em Curitiba.