W Series aprova parceria com DTM, mas considera eventos solo para volta em 2021

Catherine Bond Muir, chefona da categoria, admitiu estudar a possibilidade de não dividir mais as pistas, trabalhando especialmente no lado financeiro da possibilidade

A W Series caminha para se tornar cada vez mais uma categoria independente. Catherine Bond-Muir, chefona da categoria exclusivamente feminina, não descartou a possibilidade de realizar corridas sem o papel de evento suporte em 2021.

Em sua primeira temporada da história, em 2019, o certame serviu de apoio para o DTM. Nas seis etapas realizadas no campeonato. Para 2020, o plano era seguir o mesmo formato de final de semana além de dividir espaço também com a Fórmula 1 nos GPs dos Estados Unidos e do México. Mas com a chegada da pandemia, tudo precisou mudar.

Mesmo com o cancelamento do atual campeonato, em entrevista ao GRANDE PRÊMIO, a W Series destacou que as preparações para 2021 seguem a todo vapor, que as passagens pela F1 estão confirmadas e prometeu um ano ainda maior e melhor. Mas se permitiu não comentar da categoria alemã. Dinheiro, então, nunca foi um problema.

No início de julho, Gerhard Berger, que comanda o DTM, mostrou preocupação com a continuidade após 2021, ainda mais com a saída da Audi, deixando a BMW como guerreira solitária do grid. Timo Glock, vencedor de cinco corridas no certame, concordou com as palavras do dirigente.

Bond-Muir não descarta correr independente em 2021 (Foto: W Series)

Isso deixaria a categoria feminina sem uma possibilidade para dividir as pistas  em 2021, mas não chega a ser algo que preocupa. “Nossa última conversa com o DTM foi que ainda não decidiram suas corridas ainda e assim que o fizer, vamos voltar a conversar”, disse Catherine.

“Estamos analisando muitas oportunidades, tanto para correr com outras categorias quanto corrermos sozinhos. Mas estamos trabalhando o lado financeiro disso no momento. Tivemos uma parceria fantástica [com o DTM] até hoje e adoraríamos seguir com eles”, continuou a ex-advogada.

“A mensagem que quero dar é que se o DTM correr, amaríamos continuar juntos, mas se não, temos um plano reserva. Estamos considerando tudo no momento, não operamos em um microcosmo”, completou Bond-Muir.

Bond-Muir terminou explicando que a possibilidade de corridas próprias até o momento “estão em um estágio puramente conceitual. Reuniões no Zoom entre colegas é o mais longe que fomos. Acredito que talvez olhemos para uma mistura de nossas corridas e evento suporte para outras categorias”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube