Confira as declarações dos pilotos após a não-corrida do GP da Bélgica

Max Verstappen venceu a não-corrida do GP da Bélgica. George Russell e Lewis Hamilton completaram o pódio. Confira as declarações

Sergio Pérez bate carro da Red Bull na volta de saída aos boxes para a largada do GP da Bélgica (Vídeo: F1)

Sob um anticlímax, marcado pela espera de mais de 3 horas e meia, três míseras voltas sob safety-car, o GP da Bélgica aconteceu neste domingo (29) e teve Max Verstappen considerado vencedor. Além disso, George Russell foi o segundo colocado e anotou o primeiro pódio da carreira na F1. Lewis Hamilton fechou o pódio e esbravejou contra as atitudes da direção de prova, diante do público em Spa-Francorchamps.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em uma tarde de não-corrida, os fãs presentes nas arquibancadas ainda tiveram de lutar contra a forte chuva que atingiu o circuito, algo bem lembrado pelos pilotos.

Red Bull’s Dutch driver Max Verstappen celebrates with his trophy on the podium after taking first place in the Formula One Belgian Grand Prix at the Spa-Francorchamps circuit in Spa on August 29, 2021. (Photo by JOHN THYS / AFP)

Confira as declarações dos pilotos: após o domingo da Fórmula 1 no GP da Bélgica:

Max Verstappen, pole: Verstappen diz que F1 “teria uma chance” de realizar GP da Bélgica sem adiamento

George Russell, segundo: Russell dedica conquista de primeiro pódio na Fórmula 1 à Williams: “Eles merecem”

Lewis Hamilton, terceiro:  Hamilton diz que F1 fez “escolha ruim” em Spa e reclama: “Decisão guiada por dinheiro”

Daniel Ricciardo, quarto: “Dia doido, doido, doido. Circunstâncias malucas. É uma sorte não enfrentarmos essas situações de maneira regular, de verdade. Sinto muito pelos fãs e por todos que estavam lá fora o dia todo para nos ver correndo, eles foram sensacionais. Estávamos realmente esperando que a corrida fosse acontecer, mas não é culpa de ninguém. Foram apenas as circunstâncias e a situação de hoje”.

Sebastian Vettel, quinto: Vettel diz que GP da Bélgica foi “amargo” para fãs, mas defende “decisão correta” da FIA

Pierre Gasly, sexto: “Foi um dia longo e estou muito desapontado por não termos corrido. Acho que todos nós sentimos muito pelos fãs que ficaram conosco na chuva o dia todo sem nenhuma corrida, e gostaria de agradecer a todos por terem ficado até o final. No entanto, as condições eram muito extremas, não acho que já guiei em condições piores do que esta antes. Acho que o problema é que, se alguém escapasse da pista na primeira volta, não haveria absolutamente nenhuma visibilidade e teria ocorrido um grande acidente. Sabemos como pode ser perigoso correr aqui, então essa foi uma decisão absolutamente correta”.

O safety-car foi uma das figuras mais importantes do GP da Bélgica (Foto: Red Bull Pool Content/Getty Images)

Esteban Ocon, sétimo: “Em primeiro lugar, lamento por todos os fãs que estiveram hoje em Spa-Francorchamps. Obrigado pela paciência e entusiasmo em esperar a tarde toda para ver alguma ação. Infelizmente, não foi possível hoje com a chuva, e a segurança tem que ser a prioridade. A decisão correta foi tomada para parar a corrida, portanto, crédito à FIA e a Michael Masi por tentarem o seu melhor e tomarem a decisão certa no final. As condições estavam muito difíceis lá fora, especialmente a falta de visibilidade. Ganhamos três pontos hoje e agora olhamos para Zandvoort, onde esperamos que o clima esteja melhor”.

Charles Leclerc, oitavo: “É um fim de semana estranho por não termos feito uma corrida adequada. Acima de tudo, é uma pena para todos os fãs que vieram nos ver correr. Gostaria de agradecer a todos que ficaram nas arquibancadas esperando que as condições melhorassem. Certamente, não foi fácil e eu tenho um respeito enorme por cada pessoa que ficou aqui conosco. As condições da pista não eram tão ruins em termos de água parada, mas em termos de visibilidade, foi um desastre. Não consegui ver nada à minha frente e foi uma boa decisão para que ficássemos todos seguros, dada a gravidade da chuva de hoje. Nossa próxima corrida será na Holanda em apenas alguns dias. Um belo desafio, já que todos teremos que nos ajustar e tentar encontrar a melhor configuração possível para esta nova pista e em pouco tempo. Acho que um dos nossos maiores pontos francos é a pista molhada, por isso vamos trabalhar para melhorar isso nas próximas semanas”.

Nicholas Latifi, nono: “Esta definitivamente não é a maneira que eu gostaria de terminar o fim de semana. Sei que todos nós gostaríamos de correr, mas infelizmente as condições tornaram tudo tudo muito perigoso. É realmente uma pena para os fãs e eu realmente sinto muito por eles terem ficado no frio o dia todo, então, obrigado a todos que resistiram. Do ponto de vista da equipe, são mais pontos e um pódio que devem ajudar a nossa posição no campeonato, então é um grande ponto positivo para tirar deste domingo”.

Carlos Sainz, décimo: Sainz critica distribuição de pontos “para uma corrida que não foi disputada” na Bélgica

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Fernando Alonso, 11º: “Foi a decisão correta parar a corrida dadas as condições. Mas acho estranho que tenham pontos marcados para este fim de semana. Na pista sempre houve uma situação de bandeira vermelha e só fizemos voltas com o safety-car, então não foi uma corrida. Todos os envolvidos deram o seu melhor, então não é culpa de ninguém, mas é uma pena. Apesar de tudo isto, os espectadores foram fantásticos durante todo o fim de semana e foi bom vê-los de volta, independente da chuva”.

Valtteri Bottas, 12º: É uma pena, claro. Havia muitos fãs esperando, mas não pudemos. Eles ainda estavam sorrindo e de bom humor, então tiro o chapéu para eles. Para mim, com a punição que sofri e a péssima classificação, estar fora dos dez  primeiros do grid significava que não poderia lutar por nenhum ponto. Havia bastante água na pista, mas o principal era a falta de visibilidade, principalmente nas retas. Era muito ruim e teria sido muito perigoso. Felizmente, não precisamos esperar muito tempo pela próxima corrida. Zandvoort é uma nova pista no calendário desta temporada. Eu já corri lá antes na Fórmula 3, então estou ansioso por isso”.

Lando Norris, 14º: “Estava muito molhado para correr. Os fãs foram incríveis, estando conosco o dia todo. Fiquei desapontado que eles não conseguiram ver muita ação e ficaram sem uma corrida. Mas essa foi a decisão correta, não seguir com a prova. Ia amar ter a oportunidade de me recuperar de ontem, correr um pouco, ultrapassar e entregar um bom show. A equipe na garagem fez um trabalho maravilhoso para deixar o carro pronto para a corrida, uma pena que não conseguimos mostrar o trabalho deles. A batida de ontem nos machucou bastante, mais do que deveria. Mas as coisas são assim, agora é pensar na próxima.”

Yuki Tsunoda, 15º: “Claramente não era possível correr hoje, especialmente para qualquer piloto da sétima possível em diante, acho que a visibilidade era muito ruim. Teria sido muito perigoso correr nestas condições aqui hoje, particularmente em uma pista de alta velocidade como Spa, então por segurança eu acho que a FIA tomou a decisão certa hoje. Obviamente, é decepcionante do ponto de vista pessoal não ter tido a oportunidade de disputar por pontos hoje, mas a segurança é muito mais importante”.

Mick Schumacher, 16º: “Os fãs ficaram lá fora por muito tempo esperando a corrida começar. Deviam estar congelando, mas seguiram lá. Muito obrigado a todos e desculpa por não termos conseguido mostrar o que tínhamos para mostrar”.

Nikita Mazepin, 17º: “Não foi o melhor dia para nós, mas posso imaginar que para os fãs foi mais difícil ainda. Pude ver que alguns deles não tinha guarda-chuva. Com a chuva que caiu hoje, eles devem ter ficado ensopados. Mas obrigado a todos que ficaram”.

Lance Stroll, 18º: “Foi uma verdadeira vergonha para os fãs de hoje. Lamento que tenham esperado a tarde toda por uma corrida que terminou de maneira triste. Não podemos controlar o clima, e a segurança deve estar em primeiro lugar. É uma decisão difícil para a FIA e a Fórmula 1, mas foi a decisão certa. A visibilidade na pista era muito ruim. Não é uma sensação agradável estar na curva Kemmel Straight, onde é muito rápido, e você não conseguir ver nada à sua frente por causa do spray. Eu teria adorado tentar lutar para voltar a subir no grid hoje. Eu estava confiante de que poderíamos fazer um bom progresso, mas agora acabou. Vamos nos concentrar para a corrida do próximo fim de semana em Zandvoort”.

Sergio Pérez, 20º: “Minha equipe fez o melhor trabalho e recuperaram o carro muito rápido. Foi incrível. Tenho que agradecer vocês, fãs, foram incríveis ficando conosco debaixo de chuva e frio”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar