FIA se surpreende com variedade de projetos de sidepod dentro das novas regras da F1

Chefe de monopostos do órgão regulador, Nikolas Tombazis afirmou que a entidade ficou surpresa quanto aos diferentes designs de sidepods para a temporada de 2022 da Fórmula 1

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: F1 VOLTA AO PASSADO PARA ACERTAR FUTURO E EQUILIBRAR GRID

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) pôde começar a ver os resultados de seu novo regulamento técnico para a Fórmula 1 em Sakhir, nos testes de pré-temporada da categoria. Com carros totalmente remodelados com a volta do efeito solo, conceito aerodinâmico que foi introduzido no Mundial pela primeira vez no fim dos anos de 1970, o órgão regulador mudou as regras do jogo, mas nem por isso deixou de se surpreender com o desfecho, já que a entidade se disse surpresa com a variedade de design dos sidepods nas equipes.

Por exemplo: enquanto a Mercedes optou por um modelo agressivo, com sidepods quase ausentes – muito mais finos e menores -, a Red Bull conferiu ao RB18 sidepods esculpidos. A Ferrari, por sua vez, também tem entradas laterais maiores e imponentes.

GUIA FÓRMULA 1 2022
Fórmula 1 vive temporada de revolução e torce por reedição de batalha épica
Caçador experiente, campeão Verstappen passa a ser maior das caças da F1
Desafiante e mordido, Hamilton vai atrás de melhor versão em revanche na F1
Novo regulamento vira prato cheio para chance de ouro de veteranos do grid da F1

# Fórmula 1 volta ao passado para acertar futuro e equilibrar forças do grid
# Ferrari atropela McLaren e entra na temporada com top-3 como meta mínima
# Alpine e Aston Martin investem alto por escalada improvável no pelotão
# De Sainz a Norris: a turma de jovens que pode fazer estrago na F1

Nikolas Tombazis foi engenheiro de Ferrari e McLaren na F1 (Foto: Ferrari)

“Nós, conscientemente, liberamos mais a área dos sidepods em comparação com as outras”, disse Nikolas Tombazis, chefe de monopostos da FIA. “Nós facilmente poderíamos ter escrito regras para os sidepods, obrigando todos a seguirem o mesmo modelo, se quiséssemos. Não fizemos isso porque sentimos que era uma oportunidade. Em respeito a isso, o que aconteceu com os sidepods não foi aleatório”, revelou.

“Se você tivesse me perguntado se eu esperava ver essa variedade de soluções quando os times começaram a produzir os sidepods, então não, eu não esperava. Foi mais do que eu estava imaginando, devo dizer”, completou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: TEMPORADA DE REVOLUÇÃO E TORCIDA POR NOVO VERSTAPPEN X HAMILTON

Tombazis também falou sobre o processo de elaboração do novo regulamento técnico da F1. De acordo com o chefe de monopostos, o empenho das equipes e do corpo técnico da FIA foi fundamental durante a construção das novas regras que prometem reduzir o ar sujo despejado por cada carro da categoria e, consequentemente, facilitar ultrapassagens e deixar as corridas mais emocionantes.

“Os times construíram os carros da maneira que julgaram mais rápida e com a melhor interpretação. Eles trabalharam muito em cima do novo regulamento de uma maneira que ninguém esperava”, afirmou. “Penso que as novas regras foram bem escritas. Algumas áreas não são perfeitas, e isso vai ser ajustado no futuro. Temos que seguir a governança, votações, etc. Nós não tiramos do nada e dissemos ‘aqui está o novo regulamento'”, finalizou Tombazis.

FÓRMULA 1: O QUE ESPERAR DA TEMPORADA 2022? | Paddock GP #278
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar