Por tempo favorável, Grosjean brinca: vai pedir “dança das nuvens” para chefe

Além do trio principal de equipes, foi a Haas a outra a colocar seus dois pilotos no Q3 do treino de classificação para o GP do Brasil, neste sábado (16), em Interlagos. Agora, Romain Grosjean e Kevin Magnussen têm um pedido: que o clima siga seco, mas não quente

Mercedes, Ferrari e Red Bull tiveram seus dois carros no Q3 do treino de classificação para o GP do Brasil neste sábado (16), em Interlagos. E a Haas.

Sim, a equipe americana esteve presente na parte final da classificação com Romain Grosjean e Kevin Magnussen, garantindo dois lugares no top-10 do grid para domingo. Agora, eles podem pensar em como se manter por lá.

Romain Grosjean (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Desta forma, a análise é: precisam que o clima se mantenha seco, mas não quente, contou Grosjean ao ser questionado pelo GRANDE PRÊMIO. "Eu acho que a pista seca é melhor para todos. Interlagos pode ser bem divertida com as mudanças climáticas. Para nós, o melhor seria clima seco, com nuvens e frio", analisou o francês.

Em seguida, brincou: "Mas infelizmente pode não ser o caso. Podemos pedir para Günther [Steiner, chefe da Haas] para fazer a dança… Das nuvens! Não a da chuva, porém", disse, completando que pista molhada não é o que ele quer.

Kevin Magnussen (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Magnussen seguiu a mesma linha. Antes, comemorou a presença dos dois carros no Q3: "Foi muito melhor do que o que tem ocorrido. A última vez havia sido na Espanha, então estamos bastante felizes na equipe."

E se a pista enquentar demais? "Isso deve ser um problema para nós em termos de manter os pneus sob controle. Então precisamos fazer o possível para tentar segurar o top-10. Não será fácil. Precisamos segurar."

"Não pontuamos muto numa corrida ness parte final da temporada. Então se pudermos anotar alguns amanhã, será bom", finalizou o dinamarquês.  

GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube