Williams diz que “enxergou luz no fim do túnel” antes de Baku, mas nega espera por milagre: “Trabalhamos muito”

Claire Williams afirmou que possuía esperanças de melhora para sua equipe já no GP do Azerbaijão, mas que o incidente com tampa de bueiro com George Russell a desanimou de vez. Mesmo assim, não diz que espera "um milagre" no futuro, e sim que a evolução tem que vir com muito trabalho

O incidente com tampa de bueiro pelo qual passou George Russell logo no começo do primeiro treino livre em Baku, na última sexta-feira (26), também serviu para diminuir as esperanças de Claire Williams, chefe da equipe do jovem piloto estreante na Fórmula 1.

Em entrevista ao 'Crash.net', a dirigente comentou sobre como antes do começo dos problemas em Baku ela tinha fé na melhora de alguns pontos da Williams já nesta etapa.

"Antes deste final de semana eu estava enxergando alguma luz no fim do túnel, e aí isso do bueiro aconteceu… Mas não vou me preocupar muito com isso. É uma daquelas coisas que acontecem", afirmou Williams.

"Não está sendo o ano mais fácil, todo mundo pode ver claramente.. Começou com os problemas nos testes, e não conseguimos avançar muito desde então. Estamos em uma posição na qual tentamos trazer atualizações que estavam guardadas em uma gaveta, estamos esvaziando nossa fábrica", continuou.

Claire Williams (Foto: Williams)

Mas, apesar do tom negativo, ela ainda tenta mostrar alguma esperança para o restante da temporada – na qual a equipe, obviamente, não passou nem perto de pontuar e ocupa a lanterna do Mundial com boa distância para as rivais.

"Há, sim, alguma luz no fim do túnel. Acho que na China conseguimos melhorar nosso desempenho. Só seguimos muito atrás do nono colocado. Estamos trabalhando muito na fábrica. Se alguém pensa que estamos apenas esperando um milagre, ou que as coisas simplesmente vão melhorar em algum momento, não é esse o caso."

"Trabalhamos muito para ter certeza que nos colocaremos na posição certa", finalizou Wiliams.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar