GUIA 2022: O’Ward e Herta saem em busca de título para seguir sonho de alcançar F1

Pato O’Ward e Colton Herta são duas das principais estrelas da Indy para a temporada de 2022. Ambos com 21 anos, os dois não escondem o desejo de conquistar uma vaga na principal categoria do automobilismo mundial.

GUIA INDY 2022: FAVORITOS, NOVATOS E EXPECTATIVAS

Pato O’Ward e Colton Herta são estrelas na Indy com apenas 21 anos. Os dois já provaram o talento nas pistas, conquistando vitórias e são os principais nomes de suas equipes – McLaren e Andretti, respectivamente – para 2022. Além da excelência, o mexicano e o americano têm um sonho em comum: disputar a Fórmula 1.

Ambos tiveram temporadas de destaque em 2021. Correndo pela esquadra inglesa, O’Ward conquistou três poles e dois triunfos, terminando a temporada em terceiro lugar. Ninguém foi melhor que Pato nos circuitos ovais, onde conquistou 192 pontos nas quatro corridas disputadas.

Herta venceu três provas e anotou três poles, terminando o ano em alta ao vencer os dois últimos GPs, em Laguna Seca e Long Beach. O americano foi disparado o melhor piloto da Andretti, sendo o único da equipe a chegar em primeiro em alguma corrida em 2021.

Se O’Ward e Herta vêm de temporadas semelhantes na Indy, o caminho dos dois para realizar o sonho de chegar à Fórmula 1 é diferente.

LEIA TAMBÉM
+GUIA 2022: Indy entra em batalha de gerações com Palou favorito ao bicampeonato

+GUIA 2022: Penske atrás de reação, Andretti renovada e Ganassi no topo do grid da Indy 

Colton Herta tem a F1 na mira (Foto: Indycar)

Pato teve o primeiro contato com a categoria em 2019, ao acertar com o programa da Red Bull, e chegou a participar de um final de semana da Fórmula 2 na Áustria. Sem perspectiva imediata de uma vaga na principal categoria do automobilismo, o mexicano optou por continuar na Indy e, em 2020, fechou com a McLaren, que fazia a estreia na série de Indianápolis em parceria com a Schmidt Peterson.

Em seu primeiro ano completo na Indy, conseguiu uma pole, quatro pódios e terminou a temporada na quarta colocação geral. O desafio imposto em 2021 por Zak Brown, diretor executivo da McLaren, era vencer uma prova, e como recompensa O’Ward ganharia a chance de participar de um teste na Fórmula 1.

E Pato cumpriu seu lado da aposta e, assim, participou do teste de jovens pilotos em Abu Dhabi no final da temporada 2021. Mas, com Lando Norris de contrato renovado até 2025 e Daniel Ricciardo com vínculo até 2023, O’Ward vai ter de impressionar muito para dar o salto que deseja.

“É exatamente o que disse a ele. O jeito mais rápido de chegar à F1 é fazer o que Juan Pablo Montoya, Alex Zanardi, Jacques Villeneuve e Michael Andretti fizeram: ganhe a Indy. Será a melhor chance de chegar na F1. Ele é incrivelmente talentoso, tem grande personalidade, e acho que tem o que precisa para se tornar um piloto de Fórmula 1”, analisou Zak Brown.

Já para o filho de Bryan Herta o caminho envolve menos o desempenho na pista e, sim, um investimento norte-americano em uma equipe da categoria. Colton é piloto da Andretti desde 2020 e o dono do time, Michael Andretti, não nega o interesse de ter uma equipe na Fórmula 1.

Colton Herta venceu pela segunda vez em Laguna Seca (Foto: Indycar)

No final de 2021, Andretti esteve perto de comprar a Alfa Romeo, mas a negociação não deu certo por não poder assumir o controle da equipe logo de cara. No lado financeiro, tudo estava acertado, e Colton era a primeira opção para assumir o segundo assento na equipe ao lado do finlandês Valtteri Bottas.

“Em termos de querer levar pilotos americanos, ele é o cara perfeito para isso. Definitivamente, tentaríamos colocar ele na vaga porque acredito que poderia ser um piloto competitivo na Europa. Quero isso. Obviamente, ele estava empolgado com a oportunidade, mas ele também está animado com a esperança de buscar o título da Indy para nós”, disse Andretti.

Michael oficializou o pedido para ter a 11ª equipe da Fórmula 1 a partir de 2024. A FIA nega a intenção até o momento, mas se mostrou aberta para receber a possível entrada do novo time.

Depois de um terceiro e um quinto lugar geral nas duas primeiras temporadas com a Andretti, um título da Indy é algo que parece estar no futuro do jovem de 21 anos. Mesmo longe da Fórmula 1, Herta não nega: quer ter uma chance na principal categoria do automobilismo.

Colton e O’Ward já deixaram de ser promessas da Indy, e mostraram o talento e a ambição para serem campeões. Um pouco mais de consistência e regularidade em 2022 é chave para os dois chegarem ao topo e manterem vivo o sonho de chegar à Fórmula 1.

A temporada de 2022 da Indy se inicia com o GP de São Petersburgo, na Flórida, no dia 27 de fevereiro.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar