Brad Binder revela falha mecânica e celebra oitavo lugar na Indonésia: “É uma vitória”

Sul-africano contou que fez a corrida toda em Mandalika com um mau funcionamento no dispositivo que altera a altura da moto. Irmão de Darryn considerou que só pôde terminar a prova por causa da chuva

Marc Márquez sofreu uma queda violenta no warm-up na Indonésia (Vídeo: MotoGP)

Brad Binder revelou que teve problemas com a KTM ao longo de todo o GP da Indonésia de MotoGP. O sul-africano explicou que passou toda a corrida sofrendo com um mau funcionamento do dispositivo que altera a altura da RC16.

Quarto colocado no grid, o mais velho dos irmãos Binder recebeu a bandeirada apenas em oitavo, 32s413 atrás de Miguel Oliveira, o companheiro de KTM. Após a corrida, Brad contou que, desde o início da prova, teve problemas com o dispositivo, que ficou acionado.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Brad Binder (Foto: KTM)

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
Bastianini vai mal na Indonésia, mas segue líder na MotoGP

“Estou realmente desapontado, pois me senti bem todo o fim de semana, especialmente com os pneus de pista molhada”, disse Binder. “Depois da largada, alguma coisa aconteceu com o meu dispositivo de ajuste de altura”, contou.

“Toda vez que eu freava, subia. Eu virava, soltava os freios e descia de novo. Fiz a corrida inteira com dispositivo de ajuste de altura completamente abaixado”, relatou. “Considerando que terminei em oitavo, acho que é uma vitória. Se fosse uma corrida no seco, não poderia ter feito nada. Por causa [da chuva], demos realmente sorte e consegui terminar”, comentou.

Binder avaliou que precisa sentar com a KTM para entender o que aconteceu com a moto para garantir que o problema não volta e acontecer.

“No geral, estou feliz. Consegui levar a moto para casa, o que foi realmente difícil. Não vira bem quando o dispositivo está abaixado. Precisamos entender o que aconteceu e garantir que não aconteça outra vez”, frisou.

No momento, a MotoGP debate o futuro destes dispositivos com as fábricas e a Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade.

MotoGP volta a acelerar no dia 3 de abril, para o GP da Argentina, no circuito de Termas de Río Hondo. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da terceira etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

ASSISTA
Indonésia apela até para xamã para realizar GP em meio a temporal

MOTOGP DÁ BOLA FORA COM DOCUMENTÁRIO FANTASMA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar