Di Giannantonio mira realizar sonho de Gresini e celebra debute com “moto dos sonhos”

Italiano de 22 anos falou em perseguir mais pódios e vitórias na temporada 2021 da Moto2 e chegar o mais preparado possível para a estreia na MotoGP

Vitória dominante de Oliveira e líder punido: assista aos melhores momentos do GP da Catalunha (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Fabio Di Giannantonio avaliou que o salto para a MotoGP em 2022 não é um sonho apenas dele, mas também de Fausto Gresini. O piloto de 22 anos foi anunciado nesta quinta-feira (17) como titular da equipe italiana na próxima temporada, formando dupla com Enea Bastianini.

Mesmo após a morte do ex-piloto, a Gresini tocou em frente o plano de ter uma equipe própria na classe rainha do Mundial de Motovelocidade e também manteve o pacto de Fausto de contratar Di Giannantonio.

FATOS E CURIOSIDADES
⇝ GP da Alemanha de MotoGP

Vítima da Covid-19, Fausto Gresini era um dos apoiadores da carreira de Di Giannantonio (Foto: Gresini)

LEIA TAMBÉM
 Oliveira ratifica melhora da KTM com vitória impecável no GP da Catalunha
 Produção em série de talentos por Moto3 e Moto2 coloca pressão nos pilotos da MotoGP
⇝ KTM foge do padrão e acerta ao oferecer contrato duradouro para Binder na MotoGP
⇝ Yamaha mostra insatisfação com forma de Viñales, mas dá 2ª chance e evita jogar toalha
⇝ Gardner ganha chance na MotoGP para consolidar evolução mostrada na Moto2
⇝ Longe das vitórias e em crise, Honda pode ter concessões na MotoGP em 2022?

A reestreia da equipe que hoje abriga a Aprilia na MotoGP será com a Ducati, que vai fornecer as motos de Di Giannantonio e Bastianini.

“Com certeza, o próximo ano será incrível para mim, pois vou correr na MotoGP, com os melhores pilotos do mundo e também com a moto dos meus sonhos”, disse Di Giannantonio. “Ducati para um italiano é algo incrível, então, sim, estou realmente empolgado”, seguiu.

“Quero mais pódios e mais vitorias [neste ano], chegar na MotoGP o mais preparado possível e aí tentar alcançar o melhor nesse ano. Este é a principal meta do momento”, explicou.

Di Giannantonio falou, ainda, em deixar Fausto orgulhoso. O ex-piloto morreu no início do ano, vítima da Covid-19.

“As primeiras corridas foram especialmente emotivas pelo que aconteceu e tudo mais. Mas foi uma coisa que decidimos juntos: perseguir nosso sonho, meu sonho, o sonho do nosso chefe, o sonho de Fausto”, declarou. “Nosso sonho é estar no nível máximo na Moto2 e aí estar no nível máximo na MotoGP. Acho que estamos fazendo algo de que ele possa se orgulhar”, concluiu.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 20 de junho, para a disputa do GP da Alemanha, em Sachsenring, oitava etapa da temporada 2021. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar