Quartararo dribla chuva, frustra Honda e crava pole na França em 1-2 com Viñales

A chuva bagunçou a classificação da MotoGP em Le Mans. Primeiro, apareceu. Depois, sumiu. No fim do Q2, já com a pista quase toda seca, Fabio Quartararo voltou a mostrar seu favoritismo e ficou com a pole, seguido pelo companheiro Maverick Viñales. Francesco Bagnaia, líder do campeonato, decepcionou e sequer passou do Q1

Franco Morbidelli se acidentou enquanto praticava a troca de motos no fim do TL3 (Vídeo: MotoGP)

Emoção foi o que não faltou na classificação para o GP da França de MotoGP, em Le Mans. Depois da chuva dar as caras no TL4, a pista foi secando ao longo da sessão e diversos pilotos, apostando nos pneus slicks, melhoraram suas marcas no Q2. No fim, a pole ficou com Fabio Quartararo, com 1min32s600.

A Yamaha voltou a mostrar força no circuito francês, com Maverick Viñales na segunda posição. Jack Miller ficou em terceiro, com Franco Morbidelli e Johann Zarco fechando o top-5.

Marc Márquez, Takaaki Nakagami, Pol Espargaró, Valentino Rossi, Miguel Oliveira, Lorenzo Savadori e Luca Marini completam os 12 melhores do grid, que disputaram o Q2 em Le Mans.

WEB STORY
⇝ Fatos e curiosidades sobre o GP da França de MotoGP

Jack Miller andou bem e colocou a Ducati em terceiro (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Barrado no Q1 por só 0s066, Aleix Espargaró vai largar em 13º, à frente de Joan Mir e Álex Rins. Líder do Mundial, Francesco Bagnaia fez a melhor volta na classificação em 1min43s530 e vai largar só em 16º.

Quinta etapa da temporada, o GP da França de MotoGP está marcado para este domingo (16), às 9h (de Brasília). Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Quartararo lidera TL4 marcado pelo vai e vem da chuva

O último treino livre do fim de semana começou com frio e as condições de pista longe do ideal: nem seco e nem molhado. A temperatura tinha subido para 15°C, com o asfalto chegando a 21°C. A velocidade do vento estava na casa dos 8 km/h.

Os pilotos saíram dos boxes assim que o cronômetro passou a contar os 30 minutos de atividade calçando slicks, mas a maioria voltou aos boxes pouco depois.

Pilotos voltaram para os boxes tão logo saíram (Vídeo: MotoGP)

Com cerca de sete minutos de sessão, Johann Zarco foi o primeiro a marcar tempo: 1min55s640. Jack Miller, então, assumiu a ponta com 1min37s646, com Francesco Bagnaia tomando o segundo posto, 2s416 mais lento.

Pouco depois, Tito Rabat também marcou tempo e ficou com o quarto posto, 2s242 atrás de Zarco, que tinha retomado a ponta com 1min37s063. O francês da Pramac, aliás, deu outra volta e anotou 1min35s079.

Com as condições melhorando, os pilotos decidiram voltar para a pista, enquanto Rabat passou brevemente pelo segundo lugar antes de ser superado por Bagnaia.

Na oitava volta nesta manhã, Zarco foi a 1min34s099 e assumiu a liderança, com Iker Lecuona surgindo pouco depois para ser segundo, 0s241 atrás. Franco Morbidelli se instalou em terceiro.

Fabio Quartararo, então, anotou 1min34s007 e assumiu a ponta, 0s092 melhor que Zarco. Lecuona, Morbidelli, Viñales e Bagnaia apareciam para formar o top-6. Instantes depois, Pol Espargaró avançou para a segunda colocação, 0s043 atrás de Fabio.

Honda mostrou melhor performance no TL4 desta tarde (Vídeo: MotoGP)

Faltando menos de dez minutos para o fim da sessão, Pol Espargaró foi a 1min33s517 e assumiu a liderança, formando um 1-2 com um Marc Márquez 0s108 mais lento. O domínio da Honda, contudo, foi muito breve, já que Morbidelli assumiu o comando com 1min33s215, 0s086 melhor que Quartararo, o novo segundo colocado.

Pol reagiu logo, foi a 1min32s904 e se instalou na primeira posição, de novo em dobradinha com Márquez, que foi só 0s100 mais lerdo. Miguel Oliveira subiu para terceiro.

Com 1min32s857, Quartararo superou Pol por 0s047 para ditar o ritmo do TL4. Pouco depois, Álex Rins saltou para a segunda colocação, só 0s007 atrás do ponteiro. Morbidelli também melhorou e era agora o terceiro.

Com só quatro minutos para o fim da sessão, Pol caiu na curva 3. O catalão escapou de lesões mais sérias, mas ficou bastante irritado, já que vinha em uma boa sessão.

Marc Márquez caiu no finalzinho do TL4 (Foto: Reprodução)

Logo em seguida, Marc Márquez foi solidário ao companheiro de equipe e levou um tombo na primeira perna dos S Chemin Aux Boeufs, a curva 9. O hexacampeão também escapou de maiores lesões e saiu empurrando a RC213V junto com os fiscais para acelerar a volta da moto aos boxes da Honda.

Nesses minutos finais, a chuva tinha voltado para valer, impedindo qualquer chance de melhora. Com 48s para a bandeirada, Miller voltou para a pista com pneus macios de chuva, mas sem poder fazer grandes coisas em termos de cronometragem.

Com o relógio travado, Quartararo ficou com a liderança, com Rins, Morbidelli, Pol Espargaró, Marc Márquez, Miguel Oliveira, Joan Mir, Takaaki Nakagami, Álex Márquez e Iker Lecuona fechando o top-10 na França.

Em Q1 surpreendente, Savadori e Marini avançam à final da classificação

A volta da chuva molhou o circuito, fornecendo condições mais uniformes para a classificação. A temperatura da pista tinha baixado para 17°C, com a velocidade do vento subindo para 16 km/h.

Joan Mir abriu a fase inicial da classificação no topo da tabela, 0s731 melhor que Álex Rins, o segundo colocado. 0s220 atrás o piloto da moto #42, Iker Lecuona era o primeiro abaixo da linha de corte.

Ainda nos primeiros minutos, Lorenzo Savadori caiu na curva 14 e teve de voltar correndo aos boxes da Aprilia para poder continuar na sessão.

Lorenzo Savadori correu para conseguir marcar tempo na classificação do GP da França (Vídeo: MotoGP)

Enquanto isso, Mir e Rins baixaram suas marcas para manter o top-2, com Lecuona baixando para 0s066 a marca que o mantinha fora do Q2. Danilo Petrucci tinha o quarto tempo, à frente de Álex Márquez e Francesco Bagnaia.

O duo da Suzuki melhorou de novo, mantendo as duas posições mais importantes da sessão. Aleix Espargaró assumiu brevemente o terceiro posto, mas foi superado por Lecuona na França.

Aleix, então, passou em 1minn44s720 para assumir a liderança, 0s275 melhor que Mir. Álex Márquez bateu Rins por 0s192 e ficou com a terceira colocação. Líder do Mundial, Bagnaia era só o sétimo.

Em seguida, Petrucci foi a 1min44s879 e assumiu o segundo lugar, 0s159 atrás de Aleix. Com três minutos para o fim, Álex Márquez caiu na curva 6, encerrando mais cedo a sessão. O espanhol tinha o quarto tempo.

No minuto final do Q1, as parciais vermelhas dominaram a tabela. Mir foi o primeiro a tomar a primeira posição, mas perdeu para Marini pouco depois. Savadori, então, foi à liderança, mas foi imediatamente batido por um Aleix 0s099 melhor.

O final do Q1 foi uma loucura em Le Mans (Vídeo: MotoGP)

Por apenas segundos, os competidores tiveram a chance de abrir um novo giro, de novo melhorando as marciais fortemente, com exceção de Aleix, que não vinha mais rápido.

Mir saltou para segundo, 0s004 atrás de Aleix. Savadori, então, foi a 1min42s550 e assumiu a ponta, 0s802 à frente de Marini, que fez a volta atrás de Pecco.

Assim, Savadori e Marini avançaram ao Q2 na França, enquanto Aleix terá de se confirmar com o 13º posto, à frente de Joan Mir, Álex Rins, Francesco Bagnaia, Danilo Petrucci, Iker Lecuona, Álex Márquez, Tito Rabat, Brad Binder e Enea Bastianini.

Quartararo frustra Honda e crava pole em Le Mans

Apesar das nuvens muitíssimo carregadas em Le Mans, a chuva tinha parado, mas os pneus de chuva ainda eram a ordem do dia para a maioria. Quando o cronômetro passou a marcar os 15 minutos da sessão, a dupla da SRT saiu com pneus slicks.

Quartararo voltou imediatamente para os boxes, mas não encontrou a moto preparada. Aos poucos, os demais foram voltando aos boxes em buscas de calçados lisos. E o sol já tinha iluminado um pouquinho ao menos do circuito.

Com pneus de chuva, Zarco foi o primeiro a marca tempo: 1min39s715, 3s048 melhor que Maverick Viñales, também com pneus de chuva.

Calçando slicks macios, Rossi fez 1min39s899 e assumiu o segundo posto, 0s184 atrás de Zarco. Morbidelli se instalou em segundo, 0s650 atrás de Valentino. Os dois tinham conseguido uma pequena vantagem em relação aos demais.

Na terceira volta da sessão na França, Rossi vinha muito bem, mas foi dar um passeio na brita e não conseguiu melhorar. O italiano, porém, voltou para posta em seguida.

Morbidelli, então, tomou a ponta, mas foi logo superado por Miller, Pol Espargaró, Quartararo, Savadori, Marc Márquez e Takaaki Nakagami.

Honda passou perto de um 1-2-3 em Le Mans (Vídeo: MotoGP)

Miller melhorou para 1min34s374 para manter a liderança, abrindo 0s267 de margem para Pol. Quartararo era o terceiro, seguido de Nakagami e Márquez.

Com pouco mais de cinco minutos para o fim, Zarco tomou a ponta brevemente, mas foi superado de imediato por Miller. O australiano, porém, também não ficou com a pole provisória, já que Pol Espargaró virou 0s157 melhor.

Marc Márquez melhorou e avançou para terceiro, seguido por Nakagami e Zarco. Savadori vinha em sexto, à frente de Quartararo, Morbidelli, Oliveira, Rossi, Marini e Viñales.

Com pouco mais de três minutos para o fim, Marc Márquez anotou 1min33s037 e saltou para a pole provisória na França, com Nakagami aparecendo 0s083 mais lento para formar um 1-2-3 da Honda com Pol Espargaró em terceiro.

Quartararo só soube que faturou a pole no parque fechado (Vídeo: MotoGP)

Na sequência, além da volta da chuva, a bandeira amarela passou a ser exibida por causa de uma queda de Miguel Oliveira, abreviando o caminho para a pole de Márquez.

Com poucos segundo ainda no cronômetro, os pilotos voltaram a abrir volta rápida, colorindo a tabela de tempos mais uma vez.

Viñales, então, lançou mão de 1min32s681 e saltou para a ponta na França, com Morbidelli virando 0s085 mais lento para ser segundo, à frente de Zarco. Quartararo, então, bateu Viñales por 0s081 para ficar com a pole.

MotoGP 2021, GP da França, Le Mans, Classificação:

1F QUARTARAROYamaha1:32.600 
2M VIÑALESYamaha1:32.681+0.081
3J MILLERDucati1:32.704+0.104
4F MORBIDELLISRT Yamaha1:32.766+0.166
5J ZARCOPramac Ducati1:32.877+0.277
6M MÁRQUEZHonda1:33.037+0.437
7T NAKAGAMILCR Honda1:33.120+0.520
8P ESPARGARÓHonda1:33.150+0.550
9V ROSSISRT Yamaha1:33.391+0.791
10M OLIVEIRAKTM1:33.867+1.267
11L SAVADORIAprilia Gresini1:34.258+1.658
12L MARINIAvintia VR46 Ducati1:34.265+1.665
13A ESPARGARÓAprilia Gresini1:43.418+10.818
14J MIRSuzuki1:43.422+10.822
15A RINSSuzuki1:43.523+10.923
16F BAGNAIADucati1:43.530+10.930
17D PETRUCCITech3 KTM1:43.857+11.257
18I LECUONATech3 KTM1:44.324+11.724
19A MÁRQUEZLCR Honda1:45.146+12.546
20T RABATPramac Ducati1:45.590+12.990
21B BINDERKTM1:45.911+13.311
22E BASTIANINIAvintia Ducati1:46.123+13.523

LEIA MAIS
⇝ Sorte sorri para Miller, que apazigua críticos e sai protagonista do GP do Espanha
⇝ Falta de segurança irrita pilotos e coloca futuro da MotoGP em Jerez em xeque
⇝ Red Bull Rookies Cup: a categoria de base de ouro do Mundial de Motovelocidade
⇝ Pol Espargaró escancara frustração após quatro GPs e se mostra perdido na Honda
⇝ Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021
⇝ Lado a lado: as vitórias de Jack Miller na classe rainha do Mundial de Motovelocidade
⇝ Azar desprestigia Morbidelli em 2021. Mas Yamaha tem obrigação de corrigir futuro
⇝ KTM sofre com novos pneus e desmancha evolução obtida em 2020 após quatro etapas
⇝ Na Garagem: Pedrosa usa força da Honda na China e vence na 4ª corrida na MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar