Bagnaia encerra domínio de Marc Márquez e crava pole do GP das Américas. Quartararo é 2º

Francesco Bagnaia não aparecia entre os favoritos depois do desempenho apagado nos treinos livres em Austin. Com grande volta no minuto final, porém, achou a terceira pole-position consecutiva. Fabio Quartararo, rival na briga pelo título, ficou em segundo

Francesco Bagnaia foi discreto durante todos os treinos livres, sempre distante das primeiras posições. O mesmo se aplicava para o Q2 da classificação, mas uma grande volta nos minutos finais, em 2min02s781, premiou o italiano com mais uma pole, dessa vez no GP das Américas, em Austin.

É a terceira pole consecutiva do piloto da Ducati. O problema é que Fabio Quartararo, rival na briga pelo título, conseguiu 2min03s129 e larga na segunda colocação. Marc Márquez mostrou bom ritmo novamente e ficou em terceiro, fechando a primeira fila do grid. É a primeira vez que o piloto da Honda não vai sair na pole no traçado do Texas.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Francesco Bagnaia em ação nos treinos livres em Austin (Foto: AFP)

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades do GP das Américas de MotoGP
Limite de idade e até mais potência: pilotos dão ideias para combater mortes de crianças

Jorge Martín ficou em quarto, seguido por Takaaki Nakagami e Johann Zarco na segunda fila em Austin. Álex Rins, Joan Mir, Luca Marini e um apagado Jack Miller fecharam o top-10. Brad Binder e Pol Espargaró ainda completaram os pilotos presentes no Q2.

A largada do GP das Américas de MotoGP, em Austin, acontece no domingo (3), às 16h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Miller põe Ducati na ponta no TL4 em Austin

A previsão do tempo não se confirmou, e a última sessão de treinos livres em Austin começou com pista seca. Os termômetros mediam 28°C, com o asfalto chegando a 40°C em uma tarde de céu parcialmente nublado. A velocidade do vento era de 2 km/h.

Em um treino decisivo para a corrida, todos saíram com pneus dianteiros duros, mas a opção traseira foi totalmente variada, com os competidores provando macios, médios e duros.

Johann Zarco começou o quarto treino na ponta, com 2min04s922, 0s139 melhor que Fabio Quartararo. Jack Miller era o terceiro, diante de Francesco Bagnaia e Franco Morbidelli, que foi o primeiro a deixar os boxes nesta tarde de sábado em Austin.

Ainda nos primeiros minutos da sessão, Joan Mir precisou parar a moto na reta oposta por conta de um problema na GSX-RR. Miguel Oliveira vinha embutido na traseira, mas conseguiu passar sem problemas.

Joan Mir teve problemas com a moto antes mesmo de marcar tempo no TL4 (Vídeo: MotoGP)

Zarco, que tinha um pneu traseiro macio, foi a 2min04s375 e manteve a ponta, agora com 0s446 de margem para Quartararo. Marc Márquez assumiu o terceiro posto, à frente de Miller e Miguel.

Também nesse início de sessão, Pol Espargaró sofreu uma queda na curva 12, mas escapou de lesões maiores. O catalão, porém, mostrou bastante irritação.

Oliveira, então, foi a 2min04s711 e assumiu o segundo posto, 0s336 atrás de Zarco. Quartararo, porém, conseguiu passar o piloto da KTM em seguida, virando 0s291 melhor. Aleix Espargaró subiu para a quarta colocação, seguido por Marc Márquez Álex Rins. Mais atrás, Valentino Rossi avançou para o nono lugar.

Miller avançou pouco depois, tomando a quarta colocação com 2min04s669. O australiano, contudo, viu Marc Márquez virar 0s125 melhor pouco depois para ficar com a posição. O hexacampeão da MotoGP tinha um par de pneus duros na RC213V.

Jack Miller e Francesco Bagnaia trabalharam juntos no TL4 (Vídeo: MotoGP)

Quem também tinha conquistado terreno na tabela era Álex Márquez. 1s032 mais lento que Zarco, o piloto de Cervera era agora o décimo colocado.

Restando pouco menos de oito minutos para o fim da sessão, Joan Mir voltou para a pista para cravar 2min04s180 e assumir a liderança, passando Zarco por 0s195. Quartararo, Márquez e Miller formava o top-5.

Minutos depois, Miller virou 0s152 melhor do que Mir aproveitando o vácuo de Valentino Rossi e tomou a ponta da tabela. Zarco escorregou para terceiro, diante de Quartararo e Nakagami, que baixou para 2min04s404.

0s434 mais lento que Miller, Rins avançou para a sexta posição, 0s002 à frente de Marc Márquez. Empatados em 2min04s711, Aleix Espargaró e Miguel Oliveira eram sétimo e oitavo, respectivamente.

Embalado por duas vitórias, Bagnaia também subiu na tabela e passou a aparecerem terceiro após anotar 2min04s355.

Marc Márquez deu umas escapadinhas no fim do TL4 (Vídeo: MotoGP)

Instantes antes da bandeirada, Aleix Espargaró atingiu uma ondulação e caiu na curva 2, mas conseguiu levantar sozinho e, mesmo indicando dores na coxa direita, correu para checar a moto da Aprilia.

Com a bandeira quadriculada tremulando no traçado do Texas, ninguém superou Miller, que ficou com a liderança por 0s152 de margem para Mir. Bagnaia ficou com o terceiro tempo, diante de Zarco, Quartararo, Nakagami, Rins, Marc Márquez, Oliveira e Aleix.

Marini lidera e vai ao Q2 do GP das Américas com Mir:

Depois de cair no fim do TL4, Aleix sofreu a quarta queda do fim de semana, ainda no início do Q1, agora na curva 12, a mesma em que caiu nesta manhã. Mais uma vez, contudo, o piloto da Aprilia escapou sem ferimentos maiores.

Joan Mir mostrou bom ritmo no Q1 em Austin (Vídeo: MotoGP)

Com 2min03s902, Joan Mir apareceu no topo da tabela, 0s240 melhor que Franco Morbidelli. Álex Márquez vinha em terceiro, 0s116 abaixo da linha de corte para a sessão seguinte. Luca Marini era o quarto, mas mais de 2s distante do espanhol da LCR.

No segundo giro, Mir foi a 2min03s872, ampliando para 0s270 a margem em relação a Morbidelli, que já estava de volta aos boxes da Yamaha. Álex Márquez era o terceiro, à frente de Marini, Rossi e Iker Lecuona.

Nono na tabela, Miguel Oliveira caiu na curva 11, mas também escapou de consequências físicas maiores e logo levantou para pegar a KTM e voltar aos boxes.

Após a rodada de pit-stops, com cerca de 3 minutos para o fim da sessão, Aleix voltou para registrar 2min05s513 e assumir a nona colocação. Foi a primeira volta rápida do irmão de Pol na sessão.

Luca Marini assegurou o melhor tempo na primeira fase da classificação (Vídeo: MotoGP)

Mir, então, melhorou para 2min03s540 e ampliou para 0s602 a diferença em relação a Morbidelli. Enea Bastianini também foi mais rápido e se colocou em terceiro, a 0s010 de uma vaga no Q2.

Com poucos segundo ainda para o fim da sessão, Luca Marini foi a 2min03s410 e assumiu a ponta, passando Mir por 0s130. Morbidelli ficou a 0s332 atrás de uma vaga na fase final da classificação.

Com o cronômetro zerado, ninguém passou Marini e Mir, que foram à etapa seguinte. Morbidelli vai largar em 13º, à frente de Andrea Dovizioso, Álex Márquez, Enea Bastianini, Iker Lecuona, Oliveira e Aleix Espargaró. Valentino Rossi caiu na curva 6 nos instantes finais e acabou em 20º, diante apenas de Danilo Petrucci.

Valentino Rossi caiu no finalzinho do Q2 (Foto: MotoGP)

Bagnaia crava terceira pole seguida em 2021

A sessão decisiva da classificação começou com Jorge Martín no topo da tabela, 0s330 melhor que Marc Márquez. Johann Zarco vinha provisoriamente fechando o top-3.

No giro seguinte, Marc passou Martín por 0s069 para tomar a primeira posição, com Nakagami passando Zarco para ser terceiro. Quartararo vinha em quinto, seguido por Bagnaia e Mir na briga pela pole.

Francesco Bagnaia cravou a terceira pole seguida em 2021 (Vídeo: MotoGP)

Depois de passar pelos boxes, Bagnaia foi a 2min02s781 e saltou para a pole provisória, 0s348 melhor que Quartararo, que também passou Marc Márquez para ser o segundo colocado. O piloto da Honda, aliás, vinha tentando melhorar, mas precisou salvar uma queda.

Por conta do incidente, aliás, Márquez não conseguiu passar antes da bandeirada e, assim, viu cair a invencibilidade de poles em Austin, já que não estava nem perto de passar por Bagnaia.

Enquanto Bagnaiaaliviou na volta final, Quartararo manteve a pressão, mas não conseguiu melhorar e garantiu a pole do GP das Américas.

VEJA TAMBÉM
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?
Marc Márquez atende chamado de mãe e surpreende fã mirim em Misano
Bagnaia corta 5 pontos da vantagem de Quartararo na MotoGP. Veja classificação
Bagnaia vai da explosão à sobrevivência e gabarita de novo na pós-graduação da MotoGP
Quartararo mantém alto nível e se permite queimar gordura na reta final da MotoGP 2021
Bastianini brilha em Misano e mostra que Ducati tem mais um diamante nas mãos na MotoGP
Yamaha x Ducati: diferentes e parecidas, construtoras partilham protagonismo em 2021
KTM volta a perder rendimento e vive de raros lampejos na reta final da MotoGP em 2021

MotoGP 2021, GP das Américas, Austin, Grid de largada:

1F BAGNAIADucati2:02.781 
2F QUARTARAROYamaha2:03.129+0.348
3M MÁRQUEZHonda2:03.209+0.428
4J MARTÍNPramac Ducati2:03.278+0.497
5T NAKAGAMILCR Honda2:03.292+0.511
6J ZARCOPramac Ducati2:03.379+0.598
7A RINSSuzuki2:03.453+0.672
8J MIRSuzuki2:03.528+0.747
9L MARINIAvintia VR46 Ducati2:03.546+0.765
10J MILLERDucati2:03.720+0.939
11B BINDERKTM2:03.781+1.000
12P ESPARGARÓHonda2:03.875+1.094
13F MORBIDELLIYamaha2:03.872+1.091
14A DOVIZIOSOSRT Yamaha2:04.044+1.263
15A MÁRQUEZLCR Honda2:04.100+1.319
16E BASTIANINIAvintia Ducati2:04.118+1.337
17I LECUONATech3 KTM2:04.324+1.543
18M OLIVEIRAKTM2:04.392+1.611
19A ESPARGARÓAprilia Gresini2:04.419+1.638
20V ROSSISRT Yamaha2:04.699+1.918
21D PETRUCCITech3 KTM2:04.829+2.048

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar