Morbidelli mostra sinais de recuperação e fortalece planejamento de 2022 com Yamaha

A carreira de Franco Morbidelli deu várias voltas em uma única temporada da MotoGP. Agora, com o futuro definido para 2022 e recuperando da lesão no joelho, o italiano busca se firmar na Yamaha e inicia o planejamento para evoluir

DUCATI ABUSA DE ERROS E PERDE OUTRO TÍTULO NA MOTOGP | GP às 10

A temporada de Franco Morbidelli na MotoGP foi movimentada, mas passa longe de ser ideal ou a sonhada pelo ítalo-brasileiro, ainda que alguns avanços tenham sido realizados nos últimos meses. O importante é que o planejamento para 2022 já começou, na parte técnica e física.

Morbidelli começou o ano sofrendo na SRT. Vindo de um vice-campeonato, era esperado que ganhasse uma moto de fábrica, mas as primeiras corridas do ano foram com um equipamento defasado em relação aos rivais. Mesmo assim, chegou a subir no pódio em Jerez e teve boa apresentação em Portimão. No geral, porém, os resultado eram bem ruins para a expectativa criada.

Após o GP da Alemanha, quando não passou do 18º lugar, a notícia ruim chegou. O italiano passou por uma cirurgia no joelho e perderia o GP da Holanda, além de ficar se recuperando durante as férias de verão. O tratamento, no entanto, foi maior do quo esperado e cinco corridas foram desperdiçadas.

Franco Morbidelli sofreu com a SRT no início do ano (Foto: SRT)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

E quando a chance de voltar ao grid da MotoGP surgiu, não era mais pela SRT. A Yamaha dispensou Maverick Viñales após polêmica na Áustria e Franco foi promovido ao time principal, não só pelo restante de 2021, mas também para a próxima temporada. Era a esperada e merecida oportunidade, ainda que longe da forma ideal, até pelas dificuldades que os pilotos da montadora japonesa encararam ao longo do ano.

Desde então, três etapas foram feitas. Ainda em recuperação da delicada cirurgia no joelho e se adaptando ao equipamento, apenas dois pontos foram marcados. Depois de passar batido no GP de San Marino e em Austin, os primeiros tentos surgiram na segunda passagem por Misano. E de um jeito animador, com direito a um bom sexto lugar no grid, superando o companheiro Fabio Quartararo. Na corrida, despencou.

“Estou feliz com a performance geral que tivemos neste fim de semana, melhoramos muito. Evoluímos o acerto da moto e minha condição claramente foi melhor”, disse Franco.

Franco Morbidelli ficou apenas em 19º no GP das Américas (Foto: Yamaha)

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Fui capaz de andar muito mais rápido na primeira parte da corrida, mas infelizmente não estou em forma o suficiente para este tipo de corrida, não estou fisicamente pronto para manter o ritmo durante uma prova inteira. Precisei diminuir e administrar na parte final, infelizmente, mas fizemos bons avanços no fim de semana”, completou.

A parte física ainda um problemas para Morbidelli e provavelmente será ao longo de toda a temporada, nas próximas duas corridas. Mas já serve como uma preparação para o próximo ano, conhecendo a equipe que vai abrigá-lo no grid da MotoGP. Com novo equipamento e mais chances de brigar por posições na frente do pelotão, o italiano precisa adquirir rapidamente a boa forma de outrora, nem que para isso as dores apareçam no caminho, como foi com Marc Márquez, por exemplo.

O talento de Morbidelli é inquestionável, mas só com a boa forma física é que vai alcançar novamente os bons resultados e os pódios, talvez até incomodando o companheiro Fabio Quartararo. A preparação para 2022 já começou e pode ser decisiva para o futuro de sua carreira.

A MotoGP volta às pistas no próximo dia 7 de novembro para o GP do Algarve, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
# Quartararo renasce após derrota dolorida e conquista merecido título na MotoGP 2021
Quartararo justifica aposta e tira Yamaha da fila após cinco anos de jejum na MotoGP

Marc Márquez vence fora da zona de conforto e ganha fôlego em recuperação na MotoGP
Pódio de Pol Espargaró é tão importante para Honda quanto vitórias de Marc Márquez
FIM precisa adotar superlicença para selecionar melhor quem pode correr na MotoGP
Yamaha e Ducati se enfrentam na reta final de 2021 por títulos de Construtores e Equipes

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar