Pol Espargaró faz suspense, mas admite que “Honda é a moto que maioria do grid quer”

Em meio a rumores de uma transferência para a Honda, Pol Espargaró celebrou o fato de ter ofertas de duas equipes de fábrica para definir seu destino na MotoGP. Titular da KTM, o catalão falou também de uma possibilidade com a Ducati

Pol Espargaró é o nome do momento no mercado de pilotos da MotoGP. Líder do projeto na KTM, o catalão tem sido especulado na Honda a partir de 2021, assumindo a vaga que hoje pertence a Álex Márquez.

O irmão mais novo de Marc foi contratado no ano passado, após conquistar o título da Moto2, para substituir Jorge Lorenzo, que se aposentou na esteira de um 2019 bastante apagado com a RC213V. O acordo, porém, era válido por uma única temporada e, assim, o #73 precisava mostrar serviço para convencer a Honda a prolongar o vínculo.

A pandemia do novo coronavírus, entretanto, adiou o início da temporada, o que comprometeu a chance de Álex de mostrar suas habilidades. Neste cenário, a imprensa espanhola passou a cravar a contratação de Pol, ainda que a KTM reitere que a saída do #44 não está definida.

Pol Espargaró está com a KTM desde a entrada da marca na MotoGP (Foto: KTM)
Paddockast #65 | As ideias esdrúxulas de retorno/As boas ideias de Lewis Hamilton
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

Diretor-executivo da marca austríaca, Stefen Pierer falou em uma decisão até setembro, mas admitiu que a KTM já está no mercado procurando alternativas.

Desde que entrou na MotoGP, em 2017, a KTM sempre deixou claro que a ideia é ter um campeão criado ‘em casa’, ou seja, alguém que correu pela marca nas classes menores, como Red Bull Rookies Cup, Moto3 e Moto2. Brad Binder e Miguel Oliveira representam um passo nessa direção, mas os dois ― titulares dos times de fábrica e satélite, respectivamente ― ainda são bastante inexperientes para conduzir o desenvolvimento da RC16, mesmo que Dani Pedrosa esteja por perto no posto de piloto de testes.

Ante a possibilidade de ver Pol partir, a KTM tem entre suas opções Danilo Petrucci, que já confirmou que a Ducati optou por encerrar a relação. O italiano, aliás, admitiu recentemente o interesse na vaga.

Enquanto o mundo da MotoGP aguarda um anúncio da Honda, Pol Espargaró quebrou o silêncio em entrevista ao site da categoria.

“No momento, com certeza, não tem nada oficial”, disse Pol ao site da MotoGP. “A situação na MotoGP é que tem algumas vagas e eu tenho um contrato até o fim deste ano, então as fábricas estão sondando os pilotos e eu estou livre para ouvir o que elas oferecem”, explicou.

O caçula dos irmãos Espargaró chegou à classe rainha em 2014, correndo pela Tech3, então equipe satélite da Yamaha. Após três temporadas, o #44 migrou para a KTM, com o desafio de guiar uma moto recém-chegada ao esporte.

O catalão, porém, logo assumiu o posto de líder do time austríaco, inclusive dando à marca de Mattighofen seu primeiro pódio na MotoGP: um terceiro lugar no GP da Comunidade Valenciana de 2018.

“É uma boa situação quando você está numa fábrica, com a KTM, um grande nome e uma grande fábrica que está lutando por algo interessante no fim do ano, com um projeto de uma moto nos meus ombros, e aí ter algumas ofertas. É um sonho ter ofertas de duas fábricas na mesa. Além disso, têm outras fábricas no jogo, então estamos conversando com todas elas”, contou. “Não sei o que vai acontecer ou qual será o futuro, mas a situação é boa para mim. Fiz uma boa temporada no ano passado e melhoramos muito”, opinou.

Mesmo sem dar certezas sobre o próximo passo da carreira, Pol reconheceu que a proposta da Honda é tentadora, mesmo que seja para dividir os boxes com um piloto do calibre de Marc Márquez.

“Nós vimos nos últimos anos que quem vence é Marc Márquez. Marc é uma lenda, é um piloto incrível, mas, no fim, ele está pilotando com a HRC, o que significa que a moto é capaz de vencer e ele mostra isso em toda corrida, com uma grande vantagem na pontuação em relação ao segundo colocado”, ponderou.

O irmão de Aleix, porém, tratou de jogar mais lenha na fogueira, acrescentando a Ducati aos rumores. Até agora, o time de Bolonha tem acordo apenas com Jack Miller e não renovou o contrato de Andrea Dovizioso para 2021.

“Acho que a Honda é a moto que a maioria do grid quer. Isso é uma coisa clara, todos querem essa moto e todos podem querer uma moto de fábrica da Ducati. Essas são as duas melhores motos do grid no momento”, avaliou. “Com certeza, eu gostaria de ir para uma delas, mas também preciso ver qual a situação com a KTM e o que podemos fazer. Por isso, acho que é realmente cedo, mas, no fim, quem não quer ir para uma dessas duas motos? São as motos dos sonhos para poder lutar pelo título”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube