Retrospectiva 2021: Viñales ativa ‘modo insano’ e acumula nova mancha na carreira

Maverick Viñales começou a MotoGP 2021 com vitória no GP do Catar, mas passou por diversas polêmicas na Yamaha e acabou o ano sofrendo com a Aprilia no meio do pelotão

GUERRA NA MOTOGP: O QUE SERÁ DE VIÑALES APÓS TENTAR DESTRUIR MOTO DA YAMAHA | GP às 10

Maverick Viñales começou a temporada 2021 da MotoGP com a Yamaha, mas terminou com a Aprilia. Do alto do pódio no GP do Catar, fechou o campeonato fora dos pontos e precisando de reinventar. O ano do espanhol de Figueres não foi dos mais fáceis, muito por culpa do próprio, mas resume bem a turbulenta carreira do piloto de apenas 26 anos, com mais uma polêmica no currículo.

A situação de Maverick com a Yamaha foi se deteriorando ao longo da temporada, fazendo com o que o ‘modo insano’ se instalasse no corpo do piloto. Buscando um exemplo cinematográfico, podemos dizer que foi como o Coringa: perdido diante dos problemas apresentados, surtou e viu-se diante de um colapso. Mas para chegarmos a esse ponto de ruptura, precisamos entender o meio do caminho.

É bem verdade que Viñales começou o ano vencendo em Losail e mostrou que poderia, enfim, ser o responsável para carregar a Yamaha até o título que não chegava desde 2015. A sequência de bons resultados do companheiro Fabio Quartararo, porém, viraram o jogo e deixaram o espanhol completamente desnorteado no certame.

Maverick Viñales viu o companheiro Fabio Quartararo dominar a MotoGP e levar o título (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A situação entre Viñales e Yamaha foi se desgastando com pequenos, mas significativos gestos. A ruptura inicial foi no fim de semana do GP da Alemanha. Maverick largou em 21º lugar e foi o último a receber a bandeira quadriculada. Para piorar, viu o companheiro Fabio Quartararo largar na primeira fila e terminar novamente no pódio, mantendo a liderança da MotoGP. Com isso, perdeu a paciência e foi para o ataque contra a própria equipe.

Outro ponto que gerou desconforto foi a troca de engenheiro: saiu Esteban García, entrou Silvano Galbusera, ex-parceiro de Valentino Rossi, às vésperas do GP da Catalunha. Na época, de modo bem educado, Viñales falou que a mudança era dolorosa, mas agradeceu a Yamaha pelo empenho em extrair o máximo dele. Logo após o GP da Holanda, quando chegou em segundo lugar, o espanhol anunciou a saída da montadora japonesa no fim da atual temporada.

O pior, no entanto, estava por vir logo após as férias de verão. Após o GP da Estíria, Viñales foi acusado pela equipe de “operação irregular do equipamento” ao forçar diversas vezes o motor da moto nas voltas finais da prova. Por conta disso, foi suspenso da etapa na Áustria e também ficou fora do GP da Grã-Bretanha.

Maverick Viñales terminou o campeonato sofrendo na Aprilia (Foto: Aprilia)

Não foi sua primeira polêmica com uma equipe. Em 2012, quando disputava o título da Moto3 contra Sandro Cortese e Luís Salom, teve um desentendimento com a equipe às vésperas do GP da Malásia e voltou para casa. Eventualmente se desculpou, mas ficou sem vaga para o ano seguinte, precisando de um novo time no grid.

Em 2021, rapidamente fechou contrato com a Aprilia para encerrar o campeonato e já pensando em 2022. Na montadora italiana, fez apenas cinco corridas e pontuou duas vezes, mas sofreu muito no fim do grid, dando um ar melancólico de despedida para um campeonato que começou em alta. E, para piorar, o espanhol ainda viu o primo Dean Berta Viñales, de apenas 15 anos, morrer em um acidente do SuperSport 300 em Jerez.

De altos a pontos bem baixos, Viñales viveu tudo em 2021, o bom e o ruim. Para a próxima temporada, o espanhol de 26 anos espera ter um pouco mais de calma para não perder novamente a cabeça e colocar outro ponto negativo na vitoriosa carreira.

LEIA TAMBÉM
Retrospectiva 2021: Quartararo usa consistência para dominar e vencer na MotoGP
Retrospectiva 2021: Ducati fica sem cereja, mas tem bolo para lá de saboroso na MotoGP
Retrospectiva 2021: Suzuki perde força e vira incógnita no grid da MotoGP

REGULAMENTOS CONFUSOS ATRAPALHAM F1 E MOTOGP | GP às 10


Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar