Horner nega problema de relacionamento e diz que consultor da Red Bull “é chave do sucesso”

Christian Horner assegurou que nada teve a ver com a nova investigação da Red Bull, dessa vez que teve como alvo Helmut Marko, salientando que o consultor tem papel fundamental no sucesso da equipe

A possibilidade de Helmut Marko ser suspenso da Red Bull pegou Christian Horner totalmente de surpresa, assegurou o dirigente britânico à imprensa durante a passagem da Fórmula 1 pela Arábia Saudita, no último final de semana. Ainda com o cargo em xeque, o chefe dos taurinos também afastou qualquer problema de relacionamento com o consultor austríaco.

O ‘Caso Horner’ ganhou novos capítulos em Jedá. Primeiro, a funcionária que denunciou o líder da Red Bull por “comportamento inapropriado” foi afastada da equipe; em seguida, Marko revelou ao canal austríaco ORF que havia a chance de ser suspenso, uma vez que era o suspeito de ter vazado à mídia as informações sobre a investigação interna que a equipe conduzira a partir das alegações da funcionária; por fim, Max Verstappen surpreendeu a todos ao ir a público declarar lealdade ao consultor, deixando claro que a permanência no time estava atrelada a Helmut.

Relacionadas


Marko se encontrou com Oliver Mintzlaff, CEO da marca, e confirmou o fico. No domingo (10), o ‘novo episódio’ da série trouxe uma reviravolta: a mulher que acusou Horner anunciou um esclarecimento público para dar a sua versão dos fatos, enquanto o britânico, considerado inocente das acusações num primeiro momento, viu-se com o cargo novamente ameaçado após nova reunião dos CEOs da Red Bull e a preocupação com a imagem nas vendas.

Sobre a possível suspensão de Marko, Horner tratou o tema como “rumor” e explicou que se tratou de um assunto ligado à empresa austríaca, e não à equipe de F1. “O boato sobre a suspensão foi tão novidade para a equipe quanto para qualquer outra pessoa. Ficamos bastante surpresos ao ouvir isso.”

Christian Horner foi absolvido das acusações por “conduta inapropriada” (Foto: AFP)

“Helmut é contratado da Red Bull GmbH, então foi uma questão entre eles. Não fazíamos parte dessa discussão. Conheço Helmut desde 1996, e ele desempenhou um papel importante ao longo desses anos que evoluiu”, completou Horner.

“Eu o conheço há muito, muito tempo. Aos 81 anos de idade, ele ainda está motivado com a Fórmula 1, o que é algo positivo”, seguiu o dirigente britânico.

Horner também foi indagado a respeito do apoio público de Verstappen e quanto isso teria influenciado na decisão da Red Bull de não abrir mão do consultor. O chefão, todavida, insistiu que “não houve nenhum processo de tomada de decisão em torno de Helmut, por isso não tenho certeza de onde o boato se espalhou. Mas não estive envolvido nisso”.

“Meu relacionamento com Helmut não é problema. Ele é sempre franco, mas Helmut é assim. Todos têm um papel a desempenhar, não importa qual seja. A equipe teve um sucesso incrível e uma habilidade tremenda por um período longo. Isso tem sido uma das chaves do nosso sucesso”, finalizou.

Fórmula 1 volta entre os dias 22 24 de março com o GP da Austrália, terceira etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do fim de semana.

 Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
 Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.