Confira declarações dos pilotos após dia 2 da pré-temporada da F1 2024 no Bahrein

Carlos Sainz colocou a Ferrari na ponta no segundo dia de testes da F1 no Bahrein. Confira o que todos os pilotos disseram após as atividades desta quinta-feira (22)

O segundo dia de testes da pré-temporada da F1 2024 viu a Ferrari na ponta. Carlos Sainz foi o mais veloz no Bahrein, ao usar os pneus C4 — uma gama mais macia da Pirelli. A marca que sacramentou a liderança foi de 1min29s921. Sergio Pérez ainda colocou a Red Bull na segunda posição, logo à frente de Lewis Hamilton, que assumiu os trabalhos com a Mercedes nesta quinta-feira (22).

O dia teve muito drama pela manhã, após uma tampa de bueiro se soltar ao entrar em contato com os carros de Charles Leclerc e Lewis Hamilton. Após longa interrupção, a atividade foi encerrada com somente 2h20min de tempo de pista. Com isso, a sessão da tarde ganhou uma hora e dez minutos além das 4h que já teria. E transcorreu sem grande dor de cabeça.

Relacionadas


A partir do momento em que entrou no traçado, Carlos mostrou que chegara para triturar e bateu o tempo da liderança várias vezes. No fim das contas, o ferrarista foi 0s4 mais veloz que o tempo marcado por Max Verstappen na quarta-feira. Seria suficiente para o terceiro lugar do grid de largada no GP do Bahrein de 2023. Ainda que, é verdade, com os pneus C4, da gama macia, enquanto os rivais próximos anotaram tempo no C3.

Confira declarações após dia 2 da pré-temporada da F1 no Bahrein

Carlos Sainz, primeiro: Sainz mantém pés no chão após liderança e valoriza testes com “diferentes configurações”

Sergio Pérez, segundo: Pérez vê RB20 como “passo à frente”, mas alerta: “Está mais apertado do que pensam”

Lewis Hamilton, terceiro: Hamilton celebra W15 “mais agradável”, mas pondera: “Temos progresso a fazer”

Lando Norris, quarto: Norris lamenta “pequenos problemas” e admite: “Não fizemos tudo que gostaríamos”

Daniel Ricciardo, quinto: Ricciardo aponta “dúvidas” após testes e vê RB “no meio do pelotão” para estreia

Charles Leclerc, sexto: Leclerc elogia dirigibilidade da SF-24: “Muito melhor do que no ano passado”

Esteban Ocon, oitavo: Ocon destaca testes em “diferentes condições” e celebra: “Evoluímos ao longo do dia”

Valtteri Bottas, nono: Bottas celebra evolução da Sauber no 2º dia de testes da F1: “Achamos mais desempenho”

 Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
 Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Logan Sargeant, 11º: “Ainda tivemos alguns problemas ao longo do dia, mas a bandeira vermelha
definitivamente nos ajudou a prolongar a sessão [da tarde]. No geral, foi positivo; fizemos bons progressos na direção certa e sabemos para onde estamos indo. Há muitos pontos positivos, apesar de haver algumas coisas para consertarmos, mas estou ansioso para voltar ao ritmo, pois comecei a me sentir mais confortável ao longo do dia. Estou sofrendo com o carro um pouco mais do que gostaria, mas essas coisas vão se acertar em breve. Ainda há mais um grande dia antes do próximo fim de semana. Os testes passaram rápido e eu definitivamente gostaria de ter outro dia, mas será ótimo ver Alex [Albon] no carro amanhã para continuarmos testando o carro.”

Fernando Alonso, 12º: Alonso destaca “bom trabalho” da Aston Martin em testes: “Dois dias positivos

Guanyu Zhou, 13º: “Tivemos outro dia sólido de testes hoje. Definitivamente vimos algum progresso em comparação com ontem e conseguimos coletar dados e insights mais valiosos. Infelizmente, nossa sessão pela manhã teve de terminar mais cedo devido à bandeira vermelha, mas felizmente ainda conseguimos cumprir nosso programa previsto sem ter de interromper nada. Amanhã é mais um dia para sentirmos melhor o carro antes da nossa primeira corrida no próximo fim de semana.”

Pierre Gasly, 14º: “Foi um bom dia para a equipe, com muitos testes concluídos e muitos dados para analisarmos. Da minha parte, infelizmente, a nossa sessão foi interrompida por causa de uma bandeira vermelha. Nunca é o ideal, pois não conseguimos completar o nosso programa por completo, mas acontece. Estou ansioso para voltar ao carro amanhã à tarde e continuar desenvolvendo o pacote. Continuamos a entender coisas diferentes cada vez que o carro está na pista e estamos fazendo tudo o que podemos para maximizar a nossa aprendizagem antes da primeira corrida da temporada. Depois de um dia mais curto do que eu esperava, meu tempo no carro amanhã será muito importante.”

Bueiro se soltou no segundo dia de testes no Bahrein (Foto: Reprodução)

Kevin Magnussen, 15º: “Acho que foi mais um dia sólido para nós, com foco no ritmo de corrida e no desempenho com o tanque cheio, abordando os mesmos problemas de ontem. Nossos problemas com os pneus são nosso foco principal e tem sido muito interessante. Acho que fizemos algum progresso e, com certeza, ainda há muito trabalho a fazer, mas estamos na direção certa. Não tenho certeza de quão rápido somos, ficaria surpreso se estivéssemos em uma posição muito diferente do ano passado, mas acho que estamos em condições um pouco melhores com os pneus. É difícil concluir algo dando voltas nas mesmas condições e em uma única pista. Mas, por enquanto, há sinais positivos.”

Nico Hülkenberg, 16º: “Ontem foi muito bom porque fizemos um ótimo trabalho e demos muitas voltas. A manhã de hoje foi encurtada devido ao problema que tivemos na pista, então perdemos um pouco de tempo. Mas, até agora, tudo bem. Acho que já fizemos um bom trabalho e parece um passo à frente em comparação com 12 meses atrás, o que é uma boa notícia, mas ainda será desafiador.”

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.