F1

Em primeira mensagem após transplante, Lauda parabeniza Mercedes e garante: “Vou voltar em breve”

Na manhã deste sábado, a Mercedes postou um vídeo nas suas redes sociais com uma mensagem do tricampeão e presidente não-executivo, Niki Lauda. Foi a primeira aparição pública do austríaco desde o transplante de pulmão a qual foi submetido no meio do ano
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Niki Lauda (Foto: Getty Images)

O mundo do esporte começou o sábado (24) com uma ótima notícia. Niki Lauda, em plena recuperação depois de ter sido submetido a um transplante de pulmão no início de agosto, falou pela primeira vez ao público. Por meio de uma mensagem postada pela Mercedes, o tricampeão mundial de F1 e presidente não-executivo da equipe de Brackley se mostrou sorridente, agradeceu ao apoio dos fãs, parabenizou o time pela conquista do pentacampeonato e assegurou: vai estar de volta ao paddock em breve.
 
“Mensagem para minha equipe e meus amigos. Como todos vocês sabem, passei por alguns tempos difíceis com meu estado de saúde. O apoio que recebi de vocês foi inacreditável. E saí rápido da cama porque me senti em casa, com uma grande e forte família de amigos”, afirmou o austríaco no vídeo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Vintage Niki Lauda 👊 • • • #MercedesAMGF1 #MercedesAMG #F1 #NikiLauda #PETRONASmotorsports #AbuDhabiGP #DrivenByEachOther

Uma publicação compartilhada por Mercedes-AMG F1 (@mercedesamgf1) em

 
Lauda também rendeu elogios ao pentacampeão Lewis Hamilton e citou Valtteri Bottas, que também ajudou a Mercedes a chegar ao quinto título seguido do Mundial de Construtores em 2018. “Portanto, a conquista deste ano, excelente, cinco títulos consecutivos, Lewis novamente, Bottas ali, não poderíamos ter feito um trabalho melhor”.
 
Lauda deixou a principal mensagem para o fim. “E agora, a mensagem importante é que eu vou voltar em breve. E lá vamos nós, lá vamos nós. A pressão vem pela sexta vez. Muito obrigado”.
 
O ex-piloto e dirigente passou o mês de julho internado e, em 2 de agosto, foi submetido a um transplante de pulmão no Hospital Geral de Viena. A intervenção cirúrgica foi necessária para curar “uma grave doença pulmonar”, segundo a junta médica que cuidou de Lauda no hospital. Segundo os médicos, o austríaco tinha a expectativa de “poucos dias de vida” se não tivesse sido submetido ao transplante.
 
Desde então, Niki, de 69 anos — vai completar 70 em 22 de fevereiro — se recupera com muita força e resistência. O tricampeão surpreendeu até a Mercedes, como Toto Wolff e Lewis Hamilton, pela forma como se recuperou e também pelo bom humor nas ligações e mensagens.
 
 
A recuperação deixou até Bernie Ecclestone empolgado. O ex-chefão da F1 e amigo de Lauda falou sobre um “plano secreto” do ex-piloto: aparecer no paddock do GP de Abu Dhabi. O plano não se confirmou, uma vez que Lauda tem a recomendação de não voar pelo menos durante os seis meses após o transplante. Ainda assim, com a mensagem deste sábado, o lendário austríaco tranquiliza os fãs com a mensagem de que logo estará de volta ao seu ambiente habitual: a F1.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP de Abu Dhabi, o último da temporada 2018 da F1. Siga tudo aqui.